Edição anterior (1423):
quarta-feira, 03 de outubro de 2018
Ed. 1423:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1423): quarta-feira, 03 de outubro de 2018

Ed.1423:

Compartilhe:

Voltar:


  Polícia

Motorista de ônibus é executado a tiros na frente da esposa no São Sebastião


 O rodoviário Edson Carlos Maximiniano, de 54 anos, conhecido como Zezão, foi executado com vários tiros no rosto, quando saía para o trabalho, na madrugada de ontem (2), no bairro São Sebastião. Pai do homem preso durante o fim de semana com tonéis de drogas e material para endolação de cocaína, ele teria sido vítima de uma vingança.

Zezão estava acompanhado da esposa, de 44 anos, a caminho da empresa onde trabalhava, na  Rua Coronel Veiga. Por volta das 3h30 da manhã, o carro que dirigia, um Fusca vermelho, foi cercado pelos assassinos, instantes depois de sair de casa, na Rua Adão Brand. A mulher, segundo a polícia, não foi ferida e está em estado de choque.

De acordo com policiais, a esposa da vítima já foi ouvida na 105ª DP (Retiro), mas não conseguiu identificar os assassinos. No entanto, já existem suspeitos para o crime. Um deles seria o dono da “boca” que funciona na localidade. O assassino teria descarregado um pente de pistola .40 contra a vítima. As balas perfuraram a lataria do veículo. As suspeitas são de que Zezão foi morto porque os bandidos acreditavam que ele era “colaborador da polícia”.

O sepultamento estava previsto para às 16h de ontem, no Cemitério Municipal.

O filho de Zezão, de 30 anos, havia sido preso no fim de semana. O prejuízo do movimento do tráfico que funciona na Rua Adão Brand, segundo a polícia, gira em torno de R$ 14 mil. Um estoque de mais de 30 mil cápsulas vazias, preparadas para endolação de entorpecentes, foi encontrado na mata, totalizando 13 cargas de cocaína.

Parte dos materiais apreendidos estava dividida em dois barris. Ao todo, a operação realizada pela polícia resultou na apreensão de 700 cápsulas de cocaína, já preparadas para consumo, 15 mil papéis com as inscrições fazendo referência a facção criminosa “Comando Vermelho” e “CPX Indaiá”, assim como outros materiais utilizados para a endolação da droga, como fitas adesivas, grampeadores e balanças de precisão. O material estava dividido entre uma residência, onde o homem foi preso e no meio da mata, nas proximidades da tela de contenção.

 



Edição anterior (1423):
quarta-feira, 03 de outubro de 2018
Ed. 1423:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1423): quarta-feira, 03 de outubro de 2018

Ed.1423:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior