Edição anterior (1362):
sexta-feira, 03 de agosto de 2018
Ed. 1362:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1362): sexta-feira, 03 de agosto de 2018

Ed.1362:

Compartilhe:

Voltar:


  Diário Comunidades

Mudanças no itinerário de ônibus prejudicam moradores no Pedras Brancas

Natália Rodrigues natalia.rodrigues@diariodepetropolis.com.br

A mudança de itinerário somada à retirada de um veículo da linha 118-Pedras Brancas aos domingos e feriados causa indignação nos moradores. Segundo relataram, os ônibus passariam a atender a Rua Teófilo da Silva, que também perderiam o único carro nos mesmos dias. As medidas da empresa Cidade Real, entrarão em vigor no domingo (12).

O professor e administrador Filipe Gerhardt explicou que a redução de um veículo e a extensão do itinerário afeta os passageiros expressivamente. A viagem ficará mais longa e o tempo de espera de uma viagem para a outra aumentará.

- Temos três ônibus aos domingos e feriados, a empresa vai tirar um carro e os veículos ainda vão passar pela Rua Teófilo da Silva. Eles alegam queda de passageiros e o grande número de gratuidade, mas se for assim, deveriam reduzir os ônibus do Bataillard e de outros locais. A empresa está nos fazendo de reféns, pagamos R$ 4,20 por um serviço que não tem qualidade e demorando mais tempo durantes as viagens. Sem contar que o motorista não terá tempo para nada, somente chegar, carregar e sair do ponto, não pensa no funcionário – disse.

Para Filipe a modificação atrapalha muitos passageiros que residem na região da Mosela, em especial no entorno da praça.

- A empresa tem feito retiradas de veículos de vários lugares, aos domingos e feriados já não tem o carro do Alberto de Oliveira, tiraram um do Fazenda Inglesa. Parece pouco, mas eles esquecem os passageiros que residem na Rua Mosela, é um “corredor” onde moram muitas pessoas e sem esses ônibus elas obrigatoriamente acabam andando no Pedras Brancas – contou.

Mara Regina da Silva, vendedora, já foi presidente da Associação de Moradores da comunidade e relatou que os passageiros estão indignados com a mudança conseguida durante o seu mandato.

- A empresa não deixou de avisar que ia mudar, mas acho errado mudarem sem consultar os moradores. Há quase três anos, através de muita luta, fizemos abaixo-assinado e conseguimos um ônibus para atender a Rua Teófilo da Silva, foi uma experiência que deu certo. Além disso, teve o aumento de passagem então quais seriam os motivos para essa situação acontecer? indagou.

A vendedora acrescenta que ela junto com outros moradores está buscando medidas para evitar a mudança.

- Entrei em contato com a CPTrans que ficou de analisar o caso, mas pedi para não demorarem porque dia 12 está próximo. Ainda não conversei com a empresa, mas quero entender o porquê da mudança – relatou.

Procuradas pelo jornal, a Prefeitura e a empresa Cidade Real não se pronunciaram até o fechamento desta matéria.



Edição anterior (1362):
sexta-feira, 03 de agosto de 2018
Ed. 1362:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1362): sexta-feira, 03 de agosto de 2018

Ed.1362:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior