Edição anterior (1332):
quarta-feira, 04 de julho de 2018
Ed. 1332:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1332): quarta-feira, 04 de julho de 2018

Ed.1332:

Compartilhe:

Voltar:


  Diário Comunidades

Ônibus quebrado causa transtornos para moradores do Meio da Serra

Natália Rodrigues  natalia.rodrigues@diariodepetropolis.com.br

 


 Novamente moradores do Meio da Serra reivindicam as melhorias nos ônibus da empresa Petro Ita que atendem ao bairro. Na última segunda-feira (02), por volta das 13h50, os passageiros foram surpreendidos com a quebra do primeiro ônibus que seguia para o Centro, logo após o jogo do Brasil.

Uma moradora que não quis se identificar relatou que o carro 2031 que fazia a linha 420-Meio da Serra via Rua Teresa apresentou problemas quando passava pela Comunidade Vila São Francisco, conhecida como Horta.

- O motorista falou que tinha arrebentado a mangueira de ar, então não tinha como seguir viagem, e o jeito foi esperar o outro carro. Infelizmente os ônibus do Meio da Serra, são verdadeiras sucatas, estou sempre reclamando nas redes sociais, mas não percebemos a empresa buscando solução para esse problema – contou.


 A dona de casa Cristiane da Silva reclama que não aguenta mais essa situação que segundo ela está rotineira, causando transtornos e aborrecimentos para a população.

- Isso é um absurdo, saímos cedo para irmos sentados, mas como quebrou tivemos que seguir no outro ônibus em pé. O ônibus ficou lotado, um monte de gente com bolsas tendo que se apertar, a passagem aumentou mas o problema continua – disse.

Os passageiros relatam que os incidentes são constantes, ocorrem pelo menos de três a quatro vezes por semana, prejudicando principalmente estudantes e trabalhadores.

Cristiane explicou que tanto ela como os demais moradores estão preocupados com as condições dos veículos e a precariedade da estrada. O caminho é perigoso, com muitos penhascos e curvas sinuosas e esperam que a empresa tome providências.

- O problema é que já estamos cansados de reclamar dos ônibus quebrando, se a estrada está ruim então a empresa tem que cobrar da Prefeitura porque do jeito que está só vão achar solução quando essa serra matar alguém – falou.

Questionada pelo Diário de Petrópolis, a Prefeitura informou que cobra constantemente do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) que faça a manutenção viária nas estradas sob domínio do estado, como a RJ-107 (Serra Velha). Ainda assim, já realizou intervenções, em parceria com o DER, que cedeu o material para que a Secretaria de Obras realizasse a manutenção da via. A CPTrans vai notificar a empresa e realizar fiscalização nos veículos utilizadas para verificar quais às condições dos carros que operam nessa linha. A companhia lembra que só ao longo do ano passado aplicou 1.661 multas as cinco empresas por conta de irregularidades constadas na operação.

Até o fechamento desta matéria, a empresa Petro Ita não havia se pronunciado sobre o caso.



Edição anterior (1332):
quarta-feira, 04 de julho de 2018
Ed. 1332:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1332): quarta-feira, 04 de julho de 2018

Ed.1332:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior