Edição anterior (1211):
segunda-feira, 05 de março de 2018
Ed. 1211:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1211): segunda-feira, 05 de março de 2018

Ed.1211:

Compartilhe:

Voltar:


  Impostos

STF permite receber a diferença do ICMS recolhido nos casos em que o valor de venda do produto for menor que o presumido
 
Momento é oportuno para empresas que recolhem o imposto sobre a média de valor agregado
 

 

São Paulo, 2 de março de 2018 – Notícia em diversos veículos de comunicação, o estado de Santa Catarina retirará a maioria dos produtos da substituição tributária, que dá ao estado controle sobre a arrecadação do ICMS mas que, por um entendimento do STF – Supremo Tribunal Federal, permite que o contribuinte receba a diferença do imposto nos casos em que o valor de venda do produto for menor que o presumido. “Em resumo, a indústria utiliza uma base de cálculo presumida pela Fazenda e recolhe o imposto. Porém, se, no final, aquele produto for vendido a um valor menor do que esse presumido, o contribuinte pode requerer a restituição da diferença, já que houve a base de cálculo irreal”, explica Felipe Romano, advogado tributarista do escritório Novoa Prado Consultoria Jurídica.
 
Com a decisão do STF, não só em Santa Catarina, mas, em todo o Brasil, empresas que recolhem o imposto pelo chamado MVA – Média de Valor Agregado poderão requerer ao estado essa restituição. “É uma ótima notícia para empresas que produzem um grande volume de itens. Por outro lado, é necessário um trabalho minucioso, que envolve uma boa equipe tributária, para analisar caso a caso e verificar quais são os produtos que entram nesta restituição e se recorrer a ela vale a pena”, diz o tributarista. O escritório Novoa Prado Consultoria Jurídica já está atendendo empresas que estão analisando a possibilidade de solicitar a restituição.
 
Em relação à alteração da legislação no estado de Santa Catarina, Felipe Romano acredita que ela deva ocorrer em outros estados brasileiros em breve, já que a demanda de ações de ressarcimento por parte do contribuinte deva crescer nos próximos meses.
 
Felipe Romano está à disposição da imprensa para esclarecimentos.


Sobre o escritório Novoa Prado Consultoria Jurídica
 
O escritório Novoa Prado Consultoria Jurídica está no mercado há quase 30 anos prestando consultoria jurídica empresarial. Atua nas áreas de Franquia (com expertise em relacionamento de redes); Direito Empresarial, Imobiliário e Societário; Tributário e Contencioso Cível; Contratos, Compliance e Varejo e Propriedade Intelectual.
 


Sobre o escritório Novoa Prado Consultoria Jurídica
 
O escritório Novoa Prado Consultoria Jurídica está no mercado há quase 30 anos prestando consultoria jurídica empresarial. Atua nas áreas de Franquia (com expertise em relacionamento de redes); Direito Empresarial, Imobiliário e Societário; Tributário e Contencioso Cível; Contratos, Compliance e Varejo e Propriedade Intelectual.
 



Edição anterior (1211):
segunda-feira, 05 de março de 2018
Ed. 1211:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1211): segunda-feira, 05 de março de 2018

Ed.1211:

Compartilhe:

Voltar:

Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior