Edição anterior (1365):
segunda-feira, 06 de agosto de 2018
Ed. 1365:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1365): segunda-feira, 06 de agosto de 2018

Ed.1365:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Pequenos empreendimentos podem ter até R$ 3 mil em financiamento em Petrópolis

Avaliação é feita no Espaço Empreendedor da Secretaria de Desenvolvimento Econômico

Empreendedores de Petrópolis podem aproveitar o microcrédito disponibilizado pela AgeRio (Agência Estadual de Fomento) para alavancar os seus negócios: o Programa de Microcrédito Produtivo Orientado (MPO) oferece financiamentos que podem chegar a R$ 15 mil, com taxas a partir de 2,98% ao mês. A disponibilização do serviço em Petrópolis é resultado de uma parceria com a prefeitura através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Técnicos especializados estão recebendo os pedidos de microcrédito e realizando a consulta de viabilidade no Espaço Empreendedor – Centro Administrativo Frei Antonio Moser. Os valores dos empréstimos ofertados variam entre R$ 500 e R$ 3 mil, dependendo da necessidade do solicitante.

O recurso pode ser investido em itens como capital de giro, compra de mercadorias, aumento de estoque e em melhorias no empreendimento. O MPO é um programa que visa promover o desenvolvimento da economia local, através do incentivo aos pequenos empreendimentos.

Interessados devem buscar atendimento no Espaço Empreendedor, que funciona no Centro Administrativo Frei Antônio Moser – de segunda a sexta, das 10h às 17h - na Avenida Barão do Rio Branco, n° 2846, telefone (24) 2233-8136, ou enviar e-mail para microcreditoagerio@petropolis. rj.gov.br.

“O processo é muito simples. O empreendedor solicita o empréstimo e o técnico avalia a necessidade do valor. É uma boa oportunidade para aqueles que desejam investir no próprio negócio. Para a cidade, representa movimento na cadeira econômica. Agradecemos à AgeRio pela parceria em prol do desenvolvimento econômico da nossa cidade”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini.

Pode conseguir o microcrédito qualquer pessoa que tenha uma atividade regularizada, mesmo em casa. A taxa é de 2,98%. Os documentos exigidos são identidade, CPF, comprovante de residência, comprovante de titularidade bancária, foto do empreendimento (tirada na visita) e certificado de MEI (se for o caso). Para o avalista é necessário identidade, CPF, comprovante de residência, comprovante de renda, identidade e CPF do cônjuge (se houver)

“A exigência é mínima em relação ao avalista na operação, não precisando apresentar bens como imóveis ou veículos”, explicou Leonardo Sindorf, um dos agentes e dos responsáveis pelos contratos.

Cid Xavier é um microempreendedor que se dedica a venda de alimentos congelados. Com a intenção de aumentar a sua renda, decidiu investir na compra de maquinário e resolveu solicitar o microcrédito da AgeRio. “Fui muito bem atendido no Espaço Empreendedor e sem burocracia consegui o crédito que eu precisava. Pretendo investir nesse primeiro momento em maquinário e, em outra oportunidade, pretendo averiguar a possibilidade de outro microcrédito para completar o meu planejamento e, dessa forma, aumentar ainda mais as minhas vendas”, contou.

“No Espaço Empreendedor o interessado consegue todas as informações referentes ao microcrédito de forma rápida. É importante que os interessados em aumentar os seus negócios aproveitem essa oportunidade única”, disse Eduardo Barbosa, diretor do Departamento de Desenvolvimento Econômico da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.



Edição anterior (1365):
segunda-feira, 06 de agosto de 2018
Ed. 1365:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1365): segunda-feira, 06 de agosto de 2018

Ed.1365:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior