Fique em dia
quarta-feira, 13/09/2017
Voltar

Preço da gasolina segue mais caro que média nacional

Valores ficaram estáveis, em relação à útlima pesquisa feita pela Agência Nacional de Petróleo, na semana passada

Philippe Fernandes

O Levantamento de Preços e Margens de Comercialização de Combustíveis (LPMCC) da Agência Nacional do Petróleo (ANP) mostram que o preço da gasolina chegou ao valor recorde em 2017: R$ 3,850 o litro. A pesquisa analisou 3,1 mil postos em todo o país. Apesar de o valor nacional ser o mais caro registrado desde janeiro, em Petrópolis o custo para abastecer o carro é ainda maior: o litro da gasolina custa, na cidade, R$ 4,218, o que representa um preço 9,5% mais caro do que a média do país.

A pesquisa da ANP foi realizada entre os dias 3 e 9 deste mês. O valor mínimo foi de R$ 3,149 e o máximo, de R$ 4,950. O preço médio da gasolina do litro chegou a R$ 3,410 para as distribuidoras.

Em Petrópolis, no entanto, os valores são ainda mais caros. Pesquisa feita pelo Diário em postos de combustível localizados nas redondezas do Centro Histórico mostra que a média de preço dos principais postos da cidade é de R$ 4,218. Cinco postos foram analisados: o Posto Certo do bairro Retiro; o Ale, na Avenida Barão do Rio Branco; o Auto Posto Montecaseros; o Preditiva, e o posto Ipiranga da Rua 13 de Maio.

Ontem, os postos que apresentaram os menores preços entre os que foram pesquisados pelo Diário foram o Posto Certo, do bairro Retiro; e o Ale, que funciona em frente ao Centro Administrativo da Prefeitura, na Avenida Barão do Rio Branco. Ambos os postos cobraram R$ 3,999 pelo litro da gasolina.

Na sequência, vem o Auto Posto Montecaseros, com preço que chegou a R$ 4,097. Dois postos têm o combustível um pouco mais caro: o Preditiva, que funciona na mesma rua; e o posto Ipiranga da Rua 13 de Maio cobram R$ 4,499 pelo litro da gasolina.

O mesmo ocorre com os preços cobrados pelo litro do etanol: não há alterações entre os preços. O posto Certo, do Retiro, cobrava R$ 2,959; o Ale da Avenida Barão do Rio Banco, R$ 2,969; o Auto Posto Montecaseros, R$ 3,197; o Preditiva, R$ 3,399; e o posto Ipiranga da 13 de Maio, R$ 3,499.

Nos dois combustíveis, o consumidor pode encontrar uma economia de R$ 0,50 entre os postos.

Preços seguem estáveis em uma semana

A pesquisa divulgada pela ANP também foi realizada em Petrópolis. A pesquisa da Agência Nacional de Petróleo na cidade foi feita com 18 postos dos cinco distritos de Petrópolis, na terça-feira passada (5). A média do litro da gasolina não foi muito diferente do que o Diário apurou ontem, chegando a R$ 4,252. Os valores mínimos e os máximos foram os mesmos encontrados ontem: R$ 3,999 e R$ 4,499.



Voltar


Casando com Estilo



Topo