Edição anterior (1278):
sexta-feira, 11 de maio de 2018
Ed. 1278:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1278): sexta-feira, 11 de maio de 2018

Ed.1278:

Compartilhe:

Voltar:


  Economia

Preço do pão francês e de outros derivados do trigo pode aumentar em Petrópolis

Vitor Garcia vitorgarcia@diariodepetropolis.com.br

O tradicional pão francês pode pesar um pouco mais no bolso dos consumidores, nos próximos dias. O reajuste no preço deve acontecer por conta da alta do dólar, que fechou ontem em R$ 3,54. O mesmo vai acontecer sobre o custo dos produtos derivados do trigo, que é importado da Argentina, e seu pagamento feito em dólar. Já com efeitos em Petrópolis, padarias tentam manter os valores antigos de suas mercadorias, diminuindo suas margens de lucro.

Desde o mês anterior, pagando 10% a mais por cada saco de farinha de trigo, um administrador de uma padaria no Centro da cidade relatou as primeiras dificuldades diante do reajuste.

- Estamos fazendo de tudo para não aumentarmos os preços das mercadorias. Diante da crise, temos que optar entre manter o cliente na loja, ou visar a margem de lucro, aumentando assim os produtos. Por enquanto, há esforços para que o preço do pãozinho, por exemplo, não seja alterado. Estamos há cinco anos com o mesmo custo – disse Marco Aurélio Fernandes, administrador da Padaria Comércio.

Ainda de acordo com ele, a margem de lucro das padarias é a mais baixa em 15 anos.

- Em todo esse tempo administrando padaria, o atual é o período mais crítico que já enfrentei. Hoje o preço ideal para a venda do pão a quilo, por exemplo, seria R$ 15,90. Estamos tentando manter o custo de qualquer forma – comentou.

No Brasil há um consumo de cerca de dez milhões de toneladas de trigo na produção de massas de pães, bolos, macarrão e biscoitos industrializados. Segundo Roberto Badro, presidente do Sindicado de Panificação de Petrópolis, o país importa 90% do trigo utilizado em todo o território brasileiro.

- O futuro aumento no preço dos pães vai impactar diretamente no bolso dos empresários e clientes aqui da cidade. O país está em crise, e diante da situação econômica em que nos encontramos, ficamos sem alternativas para driblar esse momento. As pessoas estão diminuindo o consumo. Aqui em Petrópolis, um saco de trigo de 25kg, que é comprado em média a R$ 52, agora chega a custar R$ 60. Ou seja, a tendência é de aumento no preço dos derivados do trigo – explicou.



Edição anterior (1278):
sexta-feira, 11 de maio de 2018
Ed. 1278:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1278): sexta-feira, 11 de maio de 2018

Ed.1278:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior