Edição anterior (1334):
sexta-feira, 06 de julho de 2018
Ed. 1334:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1334): sexta-feira, 06 de julho de 2018

Ed.1334:

Compartilhe:

Voltar:


  Economia

Preços apresentam queda de até 25% nos supermercados

Vitor Garcia – Especial para o Diário

A cesta básica de alimentos na cidade do Rio de Janeiro custou, em média, R$ 445,28 em junho. Isso representa uma queda de 0,10% em relação ao mês de maio. Ainda assim, a capital registrou o terceiro maior valor entre outras 20 pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Na Cidade Imperial, que fica a aproximadamente 65 quilômetros do Rio, alguns preços apresentaram queda, em dois meses.

Ao todo, foram pesquisados 12 tipos de produtos, em quatro supermercados do Centro, na tarde de ontem (5). No Super Terê Frutas, a farinha Granfino 1Kg passou de R$ 7,99 para R$ 5,99. Ou seja, uma queda de 25%. No local, o macarrão Santa Amália (500g) também sofreu reajuste em R$0,20 – custando agora R$ R$ 3,59.

Porém, o Armazém do Grão é o que apresenta o melhor preço para o macarrão, onde é vendido a R$ 2,39. Por lá, o café Pilão 500 gramas caiu de R$ 12,29 para R$ 10,99. No local, o fubá apresentou desconto de R$ 0,20.

No Supermarket, o café Pilão (250g) possui o menor preço: R$ 4,99. O mesmo acontece com o de meio quilo, sendo vendido a R$ 9,98. No Tá no Gosto, café e fubá também sofreram reajustes em prol dos clientes.

Salário mínimo x Cesta básica

A cesta mais cara foi a de Porto Alegre (R$ 452,81), seguida de São Paulo (R$ 451,63), Rio de Janeiro (R$ 445,58) e Cuiabá (R$ 425,32)1. Os menores valores foram observados em Salvador (R$ 333,00) e Aracaju (R$ 349,55).

Com base na cesta mais cara, a de Porto Alegre, e levando em consideração a determinação constitucional que estabelece que o salário mínimo deva ser suficiente para suprir as despesas de um trabalhador e da família dele com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência, o Dieese estima mensalmente o valor do salário mínimo necessário.

Em junho de 2018, o salário mínimo necessário para a manutenção de uma família de quatro pessoas deveria equivaler a R$ 3.804,06, ou 3,99 vezes o salário mínimo nacional, de R$ 954,00. Em maio, tinha sido estimado em R$ 3.747,10, ou 3,93 vezes o piso mínimo do país. Em junho de 2017, o mínimo necessário era equivalente a R$ 3.727,19, ou 3,98 vezes o salário mínimo nacional daquele ano, correspondente a R$ 937,00.

 

Produto

Supermarket

Super Terê Frutas

Armazém do Grão

Tá no Gosto

Arroz Tio João 5Kg

R$ 20,90

R$ 19,98

-

R$ 22,95

Feijão Preto Combrasil 1Kg

-

R$ 3,59

-

R$ 5,29

Macarrão Santa Amália 500g

R$ 2,65

R$ 3,59

R$ 2,39

R$ 2,95

Farinha torrada Granfino 1Kg

R$ 4,99

R$ 5,99

R$ 5,29

R$ 6,15

Sal Ita 1kg

R$ 3,85

R$ 1,99

-

-

Óleo Liza 900 ml

R$ 2,99

R$ 2,88

-

R$ 3,95

Farinha Dona Benta 1Kg

R$ 3,99

R$ 3,99

R$ 3,59

R$ 3,89

Leite Macuco 1L

-

R$ 3,99

R$ 3,99

-

Açúcar União 1Kg

-

R$ 2,99

R$ 2,49

R$ 2,49

Café Pilão 250g

R$ 4,99

-

R$ 5,79

R$ 5,79

Café Pilão 500g

R$ 9,98

R$ 11,98

R$ 10,99

R$ 11,65

Fubá Granfino 1Kg

R$ 1,99

R$ 2,99

R$ 2,09

R$ 2,10



Edição anterior (1334):
sexta-feira, 06 de julho de 2018
Ed. 1334:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1334): sexta-feira, 06 de julho de 2018

Ed.1334:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior