Edição anterior (1222):
sexta-feira, 16 de março de 2018
Ed. 1222:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1222): sexta-feira, 16 de março de 2018

Ed.1222:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Prédios históricos da cidade sofrem com abandono das autoridades

Vitor Garcia - vitorgarcia@diariodepetropolis.com.br


 A cidade de Petrópolis é um dos mais belos patrimônios históricos do país, que atraem os olhares da população e de seus visitantes. Porém, a falta de manutenção de alguns dos seus principais prédios tem deixado a desejar no Centro Histórico. Apenas na Rua do Imperador, o prédio dos Correios e o do antigo Banco do Brasil sofrem com o abandono. Pichações, vazamentos, lodo e obras inacabadas fazem parte do contexto de algumas dessas construções.

Na agência dos Correios, assinaturas pessoais, declarações de amor, e a demarcação de territórios entre grupos estão sinalizadas através das pichações na fachada do prédio. Além disso, o local apresenta diversas infiltrações, rachaduras, teias de aranha espalhadas, além de lodo e mato próximo às janelas.

Já no antigo local onde funcionou o Banco de Petrópolis em 1928 – a primeira casa bancária fundada no município – que posteriormente foi arrematada em leilão pelo Banco do Brasil, os problemas continuam. Desde 2012, quando o imóvel deixou de ser utilizado, até os dias atuais, a situação é de abandono.

Tapumes de madeira escondem a fachada do prédio, e ao mesmo tempo impedem que os rebocos que estão soltando da estrutura caiam sobre algum pedestre. Além disso, as marcas da falta de manutenção são visíveis nas infiltrações. Neste caso, a prefeitura apontou interesse em assumir o prédio histórico, atuando na revitalização juntamente com o banco.

Banco do Brasil

Em reunião na semana anterior na sede da prefeitura, o superintendente regional do governo do BB, Claudio Gomes, sinalizou ao prefeito Bernardo Rossi a disposição da instituição financeira em colocar o prédio histórico em condições. O banco anunciou ainda que quer estar mais envolvido com o petropolitano, com a economia da cidade e inaugura em três meses uma agência exclusiva para empresas.

O Banco do Brasil tem uma dívida de R$ 5,3 milhões com tributos municipais, que cairia a R$ 4,3 milhões no caso de a instituição usar o programa Fique em Dia e atualizar a situação com 30% de desconto. A proposta da prefeitura é receber o prédio reformado como pagamento pelos impostos atrasados.

Correios vai ser restaurado

Questionada pelo Diário, a instituição informou que nas próximas semanas os Correios vão fechar o prédio temporariamente, para que as obras de restauração possam ser realizadas.



Edição anterior (1222):
sexta-feira, 16 de março de 2018
Ed. 1222:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1222): sexta-feira, 16 de março de 2018

Ed.1222:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior