Edição: segunda-feira, 13/11/2017
Compartilhe:

  Economia

Prefeito entrega renovação de licença de operação da Bohemia

Nova licença permitirá que a empresa siga com os planos de expansão da produção em 25% em 2018 e gere mais empregos

 

O prefeito Bernardo Rossi entregou nesta sexta-feira (10.11) a renovação da licença de operação da fábrica da cervejaria Bohemia. A licença foi concedida pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea) pelo período de 10 anos. Para isso, foram analisados se a empresa cumpre os requisitos ambientais exigidos a este ramo de produção. Com isso, a cervejaria poderá seguir os planos de expansão que prevê, para 2018, o aumento da produção em 25%.

Atualmente, a Bohemia fabrica 320 mil litros de 10 tipos diferentes de cerveja. Os planos de expansão preveem, por exemplo, lançamento de mais seis tipos que estão em fase final criação.

“Esse é o tom empresarial que o governo defende, de proximidade para permitir que eles cumpram os caminhos legais e isso reflita na geração de emprego. Foi o mesmo procedimento que aconteceu com Carl Zeiss e com GE Celma. A concessão desta licença dá credibilidade aos produtos fabricados aqui”, ressaltou o prefeito Bernardo Rossi.

O gerente fabril da Bohemia, José Antônio Pohren, destacou que a licença renovada agora será importante para a cidade, pois garante a possibilidade da cervejaria planejar o crescimento a longo prazo. Atualmente, são 60 funcionários apenas na fábrica e outros 120 no museu, bar, restaurante e demais setores.

“A Bohemia é a sétima marca com maior valor no mercado nacional. Isso tem um peso significativo, estamos presentes em todos os estados e a nossa fábrica é aqui em Petrópolis. Sabemos que isso tem uma importância muito grande para a cidade porque atrai gente para vir para cá e contribui para o crescimento do município”, afirmou.

A licença de operação inicial foi autorizada em 2012. Há quatro meses, a cervejaria deu início ao processo de renovação do documento. Para isso, o Inea levou em consideração três pontos principais (além de outras exigências): o sistema de descarte de efluentes líquidos (água não usada na produção), o controle de resíduos sólidos (lixo) e a emissão gases poluentes – que no caso de indústrias deste ramo, é pequeno, segundo o órgão.

“Nós fazemos vistorias periódicas aqui e acompanhamos as exigências que foram feitas na liberação da primeira licença. A Ambev, que é o grupo do qual a Bohemia faz parte, tem um cuidado muito grande com gestão ambiental das suas fábricas, muitas vezes mais rigoroso que a própria legislação em vigor”, reconheceu o superintendente regional do Piabanha do Inea, Alexandre Becker.

De acordo com Becker, esse rigor se vê, por exemplo, segundo a empresa, nos sistemas de redução do consumo e de tratamento de água adotados pela cervejaria.

A entrega da renovação foi realizada também pelo vice-prefeito Baninho, os secretários de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini, e de Saúde, Silmar Fortes, do presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Igor, além de outros representantes do Inea e da Bohemia. 



Compartilhe:




Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior