Edição: terça-feira, 15/05/2018
Compartilhe:

  Cidade

Prefeitura lança pesquisa que vai ouvir a população para revisão da LUPOS

Revisão da lei de uso parcelamento e ocupação foi discutida em seminário

Dentro das estratégias de coleta de dados para elaboração de um diagnóstico sobre a cidade – levantamento que norteará a revisão da Lei de Uso Parcelamento e Ocupação de Solo de Petrópolis, a prefeitura quer ouvir a população, que poderá acompanhar todo processo a participar do planejamento da cidade respondendo a um questionário disponível no site da prefeitura www.petropolis.rj.gov.br/ petropolisparatodos/pesquisa. Para tanto o interessado deve fornecer dados pessoais, informar o bairro em que vive e as características da sua região, detalhando por exemplo, se há incidência de risco, inundações, ou deslizamentos, quais as atividades econômicas e espaços urbanísticos que entende serem necessários na região em que vive.

“Nossa intenção é garantir a participação da população neste processo e, assim, elaborarmos um diagnóstico mais preciso da realidade da cidade nos dias de hoje. A LUPOS é uma lei que norteia o planejamento e a organização da cidade. Ela estabelece, por exemplo, que tipo de atividade pode ser desenvolvida em cada região da cidade, o que influencia diretamente no dia a dia de cada um, daí  a importância desta participação popular”, destaca o coordenador de Planejamento e Gestão Estratégica, Roberto Rizzo, lembrando que sugestões também podem ser enviadas pelo e-mailplanejamentourbano@petropolis. rj.gov.br .  

O processo de avaliação, discussão e revisão da LUPOS foi discutido em um seminário realizado sexta (11.05) e sábado (12.05), no auditório da Universidade Católica de Petrópolis (campus Barão do Amazonas). A universidade firmou convênio com a prefeitura e irá cooperar com o levantamento de dados com a participação de 50 estudantes dos cursos de Arquitetura, Engenharia Civil, Administração e Economia.

“Os universitários atuarão no projeto Urbano na Escola, que será desenvolvido em 26 escolas municipais para captar informações com os estudantes, e também deverão participar da captação de informações em campo, que faz parte de uma outra frente do projeto”, explica Rizzo.

A palestra da abertura teve como tema os instrumentos de ordenamento territorial, ministrada por Alex Magalhães, do Instituto de Pesquisa, Planejamento Urbano e Regional (IPPUR) da UFRJ. No sábado, foram discutidas questões como Economia Urbana, com palestra de Jorge Natal, do IPPUR/UFRJ; Resiliência Urbana, com Layla Talin, da Coordenadoria de Planejamento e Gestão Estratégica e do Departamento de Planejamento Urbano da prefeitura. Além de Saúde Urbana, ministrada por Felix Resenbeg, da Fiocruz, Cartas de risco e planejamento urbano, com Ingird Lima, da UFRJ e mobilidade urbana, tema que foi apresentado pela palestrante Alline Serpa, da UCP.

 O da realização do seminário, o cronograma de ações de revisão da Lei de Uso Parcelamento e Ocupação de Solo prevê atividades direcionadas aos alunos da rede municipal, o planejamento dos centros de bairros e identificação dos indicadores urbanísticos e suas utilizações na cidade e a realização de audiências públicas.  Todo processo de revisão contará com a participação das entidades de classe da sociedade, sociedade civil organizada, OAB e universidades.

 



Compartilhe:




Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior