Edição: quinta-feira, 05/07/2018
Compartilhe:

  Cidade

Proerd forma quase 1 mil alunos no primeiro semestre de 2018

 

O Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) termina mais um semestre comemorando o sucesso de formar 974 alunos de 22 escolas municipais. Jovens entre 9 e 11 anos que receberam os diplomas participaram de duas solenidades nesta quarta-feira (04.07) para entrega de diplomas no Hotel Quitandinha - outros três eventos estão marcados para esta quinta (também no Quitandinha), dia 11 (Itaipava) e dia 13 (Posse).

 

"O Proerd é um programa fundamental para que os jovens da cidade fiquem afastados do mal que as drogas representam para a sociedade. É por isso que a prefeitura dá todo apoio e suporte necessário desde o ano passado, não apenas deixando as escolas de portas abertas, mas também com um veículo que foi doado para o deslocamento dos instrutores para os colégios participantes", ressalta o prefeito Bernardo Rossi.

 

No evento da tarde, cinco escolas levaram os alunos para celebrar o encerramento do curso: Fábrica do Saber (Cascatinha), Governador Marcello Alencar (Quitandinha), Odette Fonseca (Duques), Stefan Zweig (Quitandinha) e Gunnar Vingren (Valparaíso). A banda “Gotham Cru e os Coringas” fizeram um show para comemorar a formatura.

A secretária de Educação, Samea Ázara, prestigiou a formatura e parabenizou todas as escolas e professores participantes do curso no primeiro semestre do ano. Ela ainda dedicou um elogio especial aos pais presentes, destacando que eles são peças fundamentais para manter as crianças longe das drogas.

“Para mim, é uma grande satisfação estar aqui porque sou professora da rede municipal e sempre estive ao lado do Proerd. É uma grande alegria poder compartilhar esse momento. E quero dizer principalmente aos pais que a participação de vocês é o que faz diferença, o acompanhamento para que as crianças não caiam num mundo que oferece tanta coisa ruim. Que vocês, alunos, sigam firmes dizendo não às drogas”, disse a secretária.

O comandante do 26º Batalhão da Polícia Militar, Oderlei Souza, classificou o Proerd como ação mais importante da PM no combate às drogas.

“Para a PM, esse é um programa mais importante que qualquer operação contra as drogas, porque ele é efetivamente a solução para essa luta. As operações apenas apreendem aquela quantidade de drogas, mas o caminho para vencer essa batalha é a educação. As crianças são o que há de mais importante na sociedade e tem o potencial para ser tudo o que sonharem. E o primeiro passo para isso é dizer não para as drogas”, afirmou.

Em 24 anos de existência, o Proerd já formou quase 42,5 mil alunos na cidade e mais 1,5 milhão de crianças em todo país. Na escola Gunnar Vingren, 26 estudantes receberam o diploma nesta quarta. Diretora da unidade há 14 anos, Lausimar Gonzaga gostaria que todas cidades do país tivessem a oportunidade de ter o programa.

“Essas crianças nunca mais vão esquecer e terão para sempre a preocupação e a consciência sobre os malefícios das drogas, mesmos as lícitas. É um programa maravilhoso e torço para que mais cidades possam ter essa chance”, falou a diretora.

Fernanda Vieira e Osmar Ferreira são pais do jovem Douglas, estudante da escola do Valparaíso. Eles também reconhecem a importância do Proerd para o filho.

“É muito importante para que ele possa saber como se defender de tudo que é mal. A gente cria o filho para o mundo e o Proerd ajuda a mostrar que tem como dizer não e se manter afastado das drogas”, disse ela.



Compartilhe:


Casando com Estilo



Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior