Edição anterior (1331):
terça-feira, 03 de julho de 2018
Ed. 1331:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1331): terça-feira, 03 de julho de 2018

Ed.1331:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Proerd forma quase mil crianças em Petrópolis

Mais de 40 mil alunos concluíram o curso desde 1994

Vitor Garcia – Especial para o Diário

Alunos da rede municipal de ensino, que participaram do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), no primeiro semestre deste ano, estarão se formando. As solenidades começam nesta quarta-feira (4), no Teatro do Sesc Quitandinha, e se estendem até o próximo dia 13 de julho. As atividades educacionais foram direcionadas a 974 crianças, com idades entre nove e 11 anos, em 23 diferentes escolas.

O Programa é pedagogicamente estruturado em 10 lições, ministrados por militares fardados do 26º Batalhão da Polícia Militar (BPM), que além da presença física em sala de aula como educador social, propicia um forte elo na comunidade escolar em que atua, fortalecendo o trinômio: polícia, escola e família. Nesses locais, são ministradas lições voltadas à prevenção ao uso de drogas e à violência.

- Para a PM, esse é um dos programas mais importantes do país. A resistência às drogas é o único caminho que levará a solução do problema da violência que assola a nossa sociedade – disse o coronel Oderlei Santos, comandante do 26º BPM.

Desde 1994, até ao segundo semestre do ano anterior, 42.497 estudantes receberam o diploma em Petrópolis. Presente em todos os estados brasileiros, o Proerd se destaca por onde passa. Somente no estado do Rio de Janeiro, mais de duzentos PMs são instrutores, formando mais de um milhão e meio de estudantes.

Os policiais que ministram as aulas passam por um processo de seleção e os aprovados recebem um treinamento especial, quando aprendem habilidades de comunicação e noções de técnica de ensino, psicologia e dinâmicas de grupo, informações sobre as drogas e relações interpessoais.

As aulas conscientizam as crianças sobre as conseqüências, não só físicas como também sociais e legais do uso das drogas. Com isso, prepara os mais novos a resistir ao consumo de materiais ilícitos, diante de grupos que incentivam a prática. Por fim, os jovens ainda aprendem maneiras saudáveis e seguras de diversão, recebendo também orientações de segurança pessoal.

 



Edição anterior (1331):
terça-feira, 03 de julho de 2018
Ed. 1331:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1331): terça-feira, 03 de julho de 2018

Ed.1331:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior