Edição anterior (1279):
sábado, 12 de maio de 2018
Ed. 1279:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1279): sábado, 12 de maio de 2018

Ed.1279:

Compartilhe:

Voltar:


  Saúde

Profissionais da Saúde participam de capacitação sobre atendimento de infartos

Uso correto da medicação pode reduzir em até 40% a taxa de mortalidade

 

Médicos e diretores das unidades de urgência e emergência do município participaram, nesta sexta-feira (11.05), de uma capacitação sobre o protocolo de atendimento de casos de Infarto Agudo de Miocárdio (IAM) na rede pública de Saúde. As orientações, promovidas pela Secretaria de Saúde, aconteceram na Casa da Educação Visconde de Mauá. A palestra desta sexta foi ministrada pelo médico cardiologista, coordenador da Linha de Cuidados do IAM da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Antônio Ribeiro.

“É importante que nossos profissionais estejam cada vez mais capacitados e que possamos, com isso, estar sempre alinhados com o protocolo que é seguido no estado. Petrópolis já está neste caminho, conseguindo significativos frutos no avanço do tratamento em saúde. Como os casos de alta complexidade, por exemplo, em que conseguimos, neste ano, um aporte maior do governo federal para cirurgias de aneurisma no Hospital Santa Teresa”, destacou o secretário de Saúde, Silmar Fortes.

De acordo com o médico Antônio Ribeiro, as etapas do protocolo de atendimento compreendem detectar os sintomas de IAM, executar o exame de eletrocardiograma digital, enviar o resultado para uma central e aguardar a avaliação. Em até três minutos, o parecer está disponível aos profissionais da UPA, com a indicação ou não do uso de medicamento trombolítico.

“Esta medicação bloqueia o processo do infarto, reduzindo em até 40% a taxa de mortalidade. O estado do Rio de Janeiro é o único a adotar uma linha de cuidados vasculares e muito do sucesso que temos obtido se deve à implantação do projeto, mas, é claro, também ao interesse dos diretores das unidades de saúde, como é o caso de Petrópolis. Podemos ver isso na capacitação de hoje”, disse o médico.

O superintendente Hospitalar de Urgência e Emergência, Claudio Morgado, conta que já é procedimento das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do município a atenção e atualização dos médicos quanto ao uso correto dos medicamentos trombolíticos.

“Nossas equipes realizam, pelo menos, duas vezes por ano uma capacitação com a empresa responsável pela produção destes trombolíticos. Através de uma parceria, conseguimos agendar com os técnicos e levar nossos médicos para receber estas orientações. É imprescindível estarmos sempre atualizados sobre estas formas de tratamento”, salientou Claudio Morgado.

A capacitação é o primeiro passo para a padronização do atendimento de Infarto Agudo de Miocárdio. Outros treinamentos estão previstos com os profissionais para este ano.



Edição anterior (1279):
sábado, 12 de maio de 2018
Ed. 1279:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1279): sábado, 12 de maio de 2018

Ed.1279:

Compartilhe:

Voltar:

Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior