Edição: terça-feira, 17/04/2018
Compartilhe:

  Política

Roni Medeiros é eleito presidente da Câmara

Petebista disputou eleição com Leandro Azevedo e Gilda Beatriz; mandato vai até fim do ano

Philippe Fernandes


 O vereador Roni Medeiros (PTB) foi eleito, nesta terça-feira (17), presidente da Câmara Municipal até a conclusão do biênio 2017-2018. A eleição foi convocada após o ex-presidente, vereador Paulo Igor (MDB), ter renunciado ao comando da Casa, na segunda (16). O petebista venceu a disputa contra o vereador Leandro Azevedo (recém-filiado ao PSD) e Gilda Beatriz (MDB). Medeiros teve oito votos, contra três de Leandro e um de Gilda.

Após a eleição, o novo presidente destacou que este é um "momento difícil", que irá exigir muito trabalho de todos.

- Temos muito trabalho pela frente. Conto com a colaboração de todos os vereadores para superarmos os desafios da cidade. Não esperávamos passar por isso, com a antecipação das eleições. É um momento triste, mas não podemos esmorecer. Temos que pensar no desenvolvimento da cidade e na eficácia das políticas públicas, sempre com diálogo - declarou.

Em seu discurso antes da eleição, Roni Medeiros, que ocupava a liderança do governo municipal na Câmara, destacou que sempre buscou o diálogo e a harmonia entre os poderes, "em prol do bem comum", buscando alianças para garantir a governabilidade.

- A representação entre o eleitor e o eleito não pode acabar quando se fecham as urnas. Por isso, sou candidato para construir um Legislativo mais forte. Precisamos defender a nossa instituição, como um poder que emana do povo. Agradeço a confiança e respeito as demais candidaturas, que são legítimas - discursou.

Como Roni renunciou à primeira vice-presidência da mesa diretora da Câmara para disputar a presidência, o cargo ficou vago, e o novo ocupante da primeira vice-presidência deve ser escolhido em uma nova eleição. Uma reunião para marcar a data do pleito irá acontecer hoje.

Disputa

Roni Medeiros recebeu os votos dos vereadores Jamil Sabrá (PDT), Jorge Relojão (PTC), Justino do Raio-X (MDB), Reinaldo Meirelles (PP), Ronaldão (PR), Wanderley Taboada (PTB) e Luizinho Sorriso (PSB). Leandro Azevedo, por sua vez, foi votado por Marcelo da Silveira (PSB) e Antonio Brito (PRB).

Em seu discurso, Azevedo destacou sua trajetória política, e disse que "não poderia deixar de concorrer" à presidência da Câmara.

- Toda a conjuntura me levou a tomar essa decisão. Fui pego de surpresa por todos os fatos recentes, e não poderia deixar de concorrer à Presidência da Câmara, para poder escrever um momento diferente na história desta casa - afirmou o vereador do PSD.

Gilda Beatriz, que não recebeu votos dos demais colegas, lembrou que já tinha o interesse em disputar a Câmara no começo de 2017.

- Na eleição anterior, já pensei em me candidatar, mas tomei um tombo que me impossibilitou de participar da disputa. Fui a vereadora mais votada, com mais de cinco mil votos, e os meus eleitores sempre me questionaram sobre isso. Acredito que poderíamos fazer história com uma mulher presidente - disse.

Após a eleição, os dois candidatos parabenizaram Roni Medeiros pela sua vitória.

Perfil

Roni Medeiros foi eleito e reeleito pelo PTB: na primeira vez, em 2012, com 2.658 votos; na sua segunda disputa, em 2016, foi escolhido por 2.635 eleitores. O petebista é morador do bairro Quitandinha e irmão do secretário de Obras, Habitação e Regularização Fundiária, Ronaldo Medeiros. Em entrevista ao Diário, no início do seu segundo mandato, ele elencou como prioridades do mandato o desenvolvimento econômico, a construção de casas populares, além da melhora na manutenção das vias públicas.



Compartilhe:




Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior