Edição anterior (1222):
sexta-feira, 16 de março de 2018
Ed. 1222:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1222): sexta-feira, 16 de março de 2018

Ed.1222:

Compartilhe:

Voltar:


  Ambiente

Rotary quer instalar projeto de sustentabilidade em escolas municipais

            
 Representantes do Rotary Club do Bingen e de Itaipava apresentaram à prefeitura um projeto que pretende instalar sistemas de reutilização de águas pluviais, conciliado ao uso da técnica de aquaponia, em oito escolas municipais de Petrópolis. Para tanto, a entidade já está captando R$ 500 mil através da Caixa Econômica Federal. Entre os principais objetivos está implantar tecnologias verdes para o reaproveitamento da água, captação de energia solar e inclusão de alimentação orgânica na merenda escolar. A apresntação foi feita nesta quinta-feira (15) ao vice-prefeito Baninho e secretários municipais.

 “O projeto foi selecionado pela Caixa, através do Fundo Socioambiental CEF, entre diversos outros projetos de todo país. Apenas três foram selecionados. Nestas proporções, é um projeto único no Brasil. A intenção do Rotary é continuar prospectando recursos através de editais no Brasil e até no mundo, sempre voltados para projetos de sustentabilidade, sociedade e educação. E firmando parcerias entre a iniciativa privada e o poder público”, explica o presidente do Rotary Petrópolis Bingen, Byron Mendes.

“Iniciativas como esta agregam e vêm somar com a prefeitura em prol dos nossos alunos. As portas da prefeitura estão abertas a este tipo de trabalho”, diz o vice prefeito Baninho, que recebeu os representantes do Rotary, ao lado do secretário de Meio Ambiente, Fred Procópio; do coordenador de Planejamento e Gestão Estratégica, Roberto Rizzo; o secretário de Obras, Habitação e Regularização Fundiária, Ronaldo Medeiros; a subsecretária de Educação, Márcia Palma, e a presidente do Rotary Itaipava, Gisele Goulart.

Para este projeto nas escolas, além do reuso da água, será usada a técnica de aquaponia, que é um sistema de cultivo recente no Brasil, mas já utilizado e validado em outros países. Ele consiste na produção integrada de peixes e vegetais e utiliza um sistema de recirculação de água, onde as hortaliças são nutridas com a água proveniente da criação de peixes, que consequentemente recebem a água dos vegetais livre de resíduos e oxigenada.

O projeto possui como principais eixos, a gestão de recursos hídricos conjugado com campanhas sócio-educativas com foco na saúde, educação ambiental e promoção da cidadania. De acordo com o Rotary, o objetivo é fazer com o que o projeto comece a ser implantado ainda no primeiro semestre deste ano. Uma pré-seleção já estabeleceu as oito escolas que receberão o projeto.

 



Edição anterior (1222):
sexta-feira, 16 de março de 2018
Ed. 1222:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1222): sexta-feira, 16 de março de 2018

Ed.1222:

Compartilhe:

Voltar:

Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior