Edição anterior (1423):
quarta-feira, 03 de outubro de 2018
Ed. 1423:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1423): quarta-feira, 03 de outubro de 2018

Ed.1423:

Compartilhe:

Voltar:


  Diário Comunidades

Ruas em Nogueira continuam sem manutenção

Natália Rodrigues  natalia.rodrigues@diariodepetropolis.com.br

Desde o início do ano que os moradores da Rua Bolívia, em Nogueira, denunciam a precariedade da única via que atende a comunidade. O péssimo estado de conservação da pista acaba prejudicando a passagem de pedestres e motoristas e causando transtornos a população. Mesmo a Prefeitura ter dito que o local receberia reparos, meses se passaram e nada foi feito.

Conforme relatos feitos por um morador que não quis ser identificado, o início da rua está conservado, pois é de paralelo. A pior parte fica localizada no trecho conhecido como ‘Rua D’ onde não existe pavimentação, são inúmeros buracos por toda a sua extensão.

- A rua principal é de paralelo, mas conforme vai subindo chega à parte do caminho da faixa dupla de pedras e dali por diante está intransitável. Estamos abandonados, daqui a pouco não vai ter como subir – disse.

Com o período de chuvas no início do ano somado à ausência de conservação da região a situação acabou piorando. O morador que possui carro regularmente tem gastos com a manutenção dos veículos.

- A pessoa compra um carro com dificuldade para ter um conforto, mas acaba tendo só despeja. Todo mês tem que trocar uma peça, consertar alguma coisa – contou.

A estudante Gisele da Silva informou que por causa das crateras, corridas de táxi ou entregas não estão sendo realizados corretamente. Para amenizar os danos, a própria população que tem colocado entulhos nos buracos.

- A rua não era ruim assim, ficou desse jeito por falta de manutenção. Alguns moradores tentam colocar terra nos buracos, mas não resolve. Ninguém quer subir até aqui, quando falamos que é na Rua Bolívia os taxistas reclamam, alguns carros e caminhões não vem fazer entregas – disse.

O perigo aumenta porque em muitos casos, os condutores trafegam em zigue-zague numa tentativa de evitarem os buracos, algo impossível de acontecer devido ao avançado processo de degradação da pista. Na área não tem calçadas, muitos pedestres andam no meio da rua dividindo o espaço com os carros, podendo ocorrer algum acidente mais grave, um risco para os moradores. Além disso, a vegetação está alta invadindo a via, os motoristas devem ter atenção redobrada ao trafegarem pela região.

- Não veio ninguém ver nada até hoje, está pior do que estava. Se alguma coisa foi feita, é porque os moradores que limpam as valetas, roçam a beirada das ruas e tentam consertar os buracos – falou.

Questionada pelo Diário de Petrópolis, a Prefeitura informou que o programa Mais Asfalto da prefeitura vem atuando em duas frentes, tanto na pavimentação de trechos de grande circulação de veículos e intenso trânsito, quanto na manutenção viária nos bairros, com especial atenção aos locais que servem de itinerário de ônibus.

Neste segundo caso, a Secretaria de Obras aplicou mais de 300 toneladas de asfalto em 50 bairros ou localidades apenas no primeiro semestre. Só em setembro, 17 ruas receberam o serviço de manutenção viária, beneficiando mais de 1,4 mil viagens de 74 linhas de ônibus.

A Rua Bolívia, em Nogueira, também será incluída na programação de serviços das equipes de manutenção viária.

Quanto a capina, o local já está incluído na programação da equipe para receber o serviço na próxima semana.

 



Edição anterior (1423):
quarta-feira, 03 de outubro de 2018
Ed. 1423:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1423): quarta-feira, 03 de outubro de 2018

Ed.1423:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior