Edição: terça-feira, 06/03/2018
Compartilhe:

  Cidade

Secretaria de Desenvolvimento Econômico elabora levantamento sobre as perdas dos agricultores da região do Caxambu

 

Postado - 06 -03 - 11h53m

 

As perdas materiais e o prejuízo com relação às plantações danificadas dos produtores rurais da região do Caxambu decorrentes da cabeça d’água que atingiu a região no sábado (03.05) estão sendo levantadas pela equipe da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, por meio do Departamento de Agricultura. Durante uma reunião realizada na noite da última segunda-feira (05.03) no salão da igreja localizada em Santa Isabel, cerca de 60 agricultores preencheram uma ficha, explicando as perdas e as dificuldades que estão enfrentando. Os dados, consolidados, vão permitir apresentação de projetos para a recomposição, além das ruas e acessos, das plantações.

 

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico está recebendo auxilio da Emater-Rio, Sindicato Rural e Associação dos Produtores do Caxambu, na realização desse levantamento. A estimativa é de que 150 famílias que vivem da produção rural tenham sido prejudicadas pela chuva. Uma equipe da prefeitura, da Assistência Social, também participou da reunião e fez o cadastro de alguns moradores que tiveram as casas atingidas. Para esse público a prefeitura já está providenciando a assistência emergencial com fornecimento de roupas, água e cesta básica.

O prefeito Bernardo Rossi está decretando situação de emergência apenas para os dois bairros (Caxambu e Bela Vista). “A medida é necessária para que o recebimento dos recursos federais e para que seja ágil as contratações de obras e serviços necessários para recompor as áreas, com embasamento técnico emitido pela Defesa Civil”, explicou o prefeito Bernardo Rossi.

“Estamos em contato permanente com a associação dos produtores do local. Nessa primeira reunião, conseguimos entender as perdas de cerca de 60 famílias. O levantamento continuará sendo feito com as outras pessoas que não conseguiram participar do encontro. O objetivo é ter a real dimensão da perda econômica. O resultado será enviado para a Defesa Civil, que está coordenando as ações junto ao Ministério da Integração Nacional. Esperamos que a ajuda federal chegue o mais rápido possível e que a produção rural seja retomada”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini.

         De uma família de produtores rurais, Juliana da Costa de Azevedo teve que sair de casa as pressas com o bebê de um mês e desta a importância do apoio. “Ainda não consegui retirar minhas coisas. Estou na casa de parentes e todo tipo de ajuda é bem vinda nesse momento. Felizmente as pessoas estão solidárias e nos ajudando nesse momento. Agradecemos a Deus pela vida e, aos poucos, vamos recuperar nossas coisas. Esse apoio é muito importante para cada família”, disse.

         A família de Juliana já estava com o caminhão fechado, com hortaliças que seriam vendidas na feira, no domingo. A chuva estragou a carga do caminhão, o lucro da semana da família, que costuma ser de R$ 1.500,00. Além disso, toda a plantação restante foi comprometida. "Não restou nada. Não temos ideia do prejuízo total com a perda da plantação, mas, o que estava plantado, poderia render pelo menos mais duas feiras", completou Juliana. 


Segundo o diretor do Departamento de Agricultura, José Mauricio Soares, sem o levantamento, não é possível mensurar o prejuízo total causado pela chuva. “Muitos agricultores ainda estão contabilizando os seus prejuízos. Temos casos de pessoas que perderam não só a produção da semana, que já estava separada no caminhão para feira, mas, também, o quantitativo de um mês de trabalho, além de canalização, máquinas e os bens localizados nas residências”, explicou.

A Prefeitura já está trabalhando para apresentar ao Ministério da Integração Nacional projetos de intervenções para recuperação de Caxambu e Bela Vista. Já no domingo (04.03), engenheiros da Secretaria de Obras estiveram nos locais para a primeira avaliação e iniciar os estudos sobre quais intervenções serão necessárias para estas áreas. O prefeito Bernardo Rossi já garantiu o apoio do governo federal em contato com o ministro Helder Barbalho para a resposta rápida a estes locais e um técnico do ministério, baseado no Rio, já fez visita em campo.

Maria Celeste dos Santos, da Associação dos Produtores Rurais do Caxambu está auxiliando a equipe da Secretaria, levando-os até os agricultores. “Estamos unidos e vamos lutar uns pelos outros. A ajuda federal, nesse momento, é muito importante para que possamos, também, consertar as nossas estradas”, contou.



Compartilhe:


Casando com Estilo



Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior