Edição anterior (1216):
sábado, 10 de março de 2018
Ed. 1216:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1216): sábado, 10 de março de 2018

Ed.1216:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Secretaria de Saúde mantém atendimento clínico e psicológico às famílias da Posse

Agentes de Saúde orientaram a população sobre os cuidados na limpeza das casas afetadas pelas chuvas

A Secretaria de Saúde manterá uma equipe formada por médico, psicólogo, enfermeiros e técnicos de enfermagem para atuação neste sábado (10.03) no distrito da Posse para atendimento das famílias devido à chuva que atingiu a região. Nesta sexta-feira (09.03) a Saúde disponibilizou uma equipe de agentes de Saúde para realizar visitas domiciliares a fim de prevenir o surgimento de doenças relacionadas ao contato com a lama ou água e alertar sobre os acidentes com animais peçonhentos.

O Pronto Atendimento da Posse, que funciona 24h, registrou 22 atendimentos na última quinta-feira (08.03) e o Posto de Saúde da Família atendeu a 30 pessoas entre aplicação de vacina e pequenos curativos. Nesta sexta-feira (09.03) ambas as unidades voltaram às rotinas normais de assistência, mas, ainda assim, o secretário de Saúde, Silmar Fortes, determinou atuação da equipe no sábado dia 10, de 7h30 às 16h30, no Posto de Saúde da Posse.

“Nossas equipes atuaram de prontidão logo no início da manhã de quinta-feira e mantiveram as visitas de casa em casa auxiliando as famílias sobre os cuidados com água de consumo, sobre as vacinas, e a distribuição de medicamento. Nosso psicólogo também foi para atender as pessoas que foram afetadas pelas chuvas. Esse é o momento de prestarmos toda assistência e carinho a essas famílias”, afirma Silmar Fortes.

Dentre os atendimentos que foram prestados emergencialmente estão a realização de sutura, curativos e a aplicação de vacina antitetânica. A superintendente de Atenção à Saúde, Fabíola Heck reforça que a equipe do pronto atendimento da posse também está disposição 24h para atendimento médico e de enfermagem.

“Esse é o momento de nos unirmos, para prestar a melhor assistência às famílias. Tanto o PSF quanto o Pronto Atendimento estão abertos para que as pessoas sejam acolhidas, mas é importante reforçar que em caso de febre alta, dores no corpo eles procurem atendimento médico pois podem ter adquirido alguma doença em decorrência do contato com a lama ou água da enchente”, explica Fabíola Heck.

Agentes de Saúde orientam sobre as limpezas das casas

 Os Agentes de Saúde estão orientando a população atingida pelas chuvas a prevenir o surgimento de doenças relacionadas ao contato com a lama ou água de enchente. O objetivo da Saúde é conscientizar a população sobre a limpeza das áreas atingidas por lama a fim de se evitar a leptospirose, tétano, diarréia, hepatite A e B. As equipes também alertam sobre os acidentes com animais peçonhentos que costumam ficar escondidos em escombros ou lama.

O secretário de Saúde, Silmar Forte, reforça que este é o momento de orientar as famílias também quanto aos cuidados aos primeiros sintomas que podem aparecer em até três dias após a exposição a água da enchente.

“Se a pessoa começar a manifestar sintomas de febre alta, dores no corpo e diarréia é importante que ela procure uma unidade de pronto atendimento e relate no momento da consulta que teve contato com água das chuvas ou lama. As equipes também estão orientando sobre a limpeza com água sanitária e a utilização do hipoclorito de sódio nas caixas d’água. Esse é o momento de entrarmos com as ações preventivas das doenças associadas a exposição com as chuvas”, afirma o secretário de Saúde.



Edição anterior (1216):
sábado, 10 de março de 2018
Ed. 1216:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1216): sábado, 10 de março de 2018

Ed.1216:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior