Edição: sábado, 12/08/2017
Compartilhe:

  Saúde

Seminário sobre Vigilância da Saúde da População exposta ao Agrotóxico acontece  segunda-feira 

 Encontro marcará a retomada de ações de prevenção e uso consciente de agrotóxicos

Acontece na próxima segunda-feira (14.08) o 1º Seminário sobre Vigilância da Saúde da População Exposta ao Agrotóxico. O encontro marcará a implantação do Plano de Ações de Vigilância e a reativação do Conselho Municipal de Controle de Agrotóxicos e outros Biocidas (Comcab). A prefeitura tem o objetivo de conhecer melhor a realidade na linha de utilização do produto químico ou biológico – comercialização, utilização pelo produtor rural e o descarte de embalagens – para definir ações de promoção, prevenção e vigilância em saúde à população exposta. O evento será realizado no auditório do Palácio Itaboraí, de 9 às 17h.

 

O seminário é uma iniciativa conjunta entre Ministério Público, governo e associações de produtores rurais. Uma das diretrizes do Plano de Ações de Vigilância da Saúde de População Exposta a Agrotóxicos é fornecer a capacitação para profissionais da assistência para realizar o diagnóstico de intoxicação, além da notificação dos casos junto à Epidemiologia.

 

“Nós assumimos o compromisso de retomar projetos e programas que são fundamentais para a nossa população e que foram abandonados por gestões anteriores. Em 2014 um plano de ação chegou a ser criado pelo município para atender a portaria do Ministério da Saúde nº 2938. Um incentivo no valor de R$ 21 mil foi recebido e ficou retido na conta porque a gestão anterior não executou o projeto. Além de executar esse projeto nós vamos reativar a Comcab que há mais de 20 anos não está operante em nossa cidade”, anuncia o prefeito Bernardo Rossi.

 

“Uma das metas do nosso prefeito é incentivar a produção agrícola em Petrópolis melhorando a estrutura de apoio aos produtores. Reimplantar o plano de vigilância e reativar a Comcab será fundamental criarmos ações efetivas de educação continuada, fiscalização sobre o uso e descarte das embalagens, além das ações de prevenção e promoção a saúde”, afirma o Secretário de Saúde, Silmar Fortes.

 

Plano de vigilância terá ações nas escolas, unidades de saúde e comunidades rurais

 

No município, 800 famílias que representam cerca de 5 mil pessoas, vivem da produção rural em áreas no distrito da Posse, Jacó, Caititu, Vale das Videiras, no Brejal, Taquaril, Secretário, Bonfim e Caxambu. A atividade movimenta R$ 16 milhões por ano. A proposta do governo é integrar as secretarias para que juntas desenvolvam ações de promoção e prevenção em saúde, como também de valorização e crescimento da produção rural.

 

“A Secretaria de Saúde iniciou esse movimento de integração e hoje a Educação, Desenvolvimento Econômico, Meio Ambiente trabalham em sinergia com a Emater/RJ e as associações de produtores rurais para a construção de estratégias que tragam mais qualidade não só aos que trabalham utilizando os agrotóxicos como também da população que consome esses alimentos”, avalia o prefeito Bernardo Rossi.

 

 Dentre as ações do plano de vigilância está prevista a elaboração de material educativo sobre agrotóxicos para produtores rurais, além de cadastro e fiscalização à comercialização, utilização pelo produtor rural e o descarte de embalagens. O secretário de Saúde, Silmar Fortes explica que buscará uma integração junto aos apoiadores dos PSFs Caxambu, Brejal e Bonfim que participaram da elaboração do plano em 2014 para ampliaras ações desenvolvidas nas unidades em áreas rurais.

 

“Selecionamos os apoiadores que atuam nas áreas há 20 anos que estiveram envolvidos com a Comcab e contribuíram de alguma forma na elaboração do documento inicial. Com a atualização do plano

? ?teremos atividades nas escolas, comunidades rurais e unidades de saúde traçando estratégias em benefício à saúde da nossa população”, afirma Silmar Fortes.

 ?



Compartilhe:

Casando com Estilo



Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior