Edição anterior (1219):
terça-feira, 13 de março de 2018
Ed. 1219:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1219): terça-feira, 13 de março de 2018

Ed.1219:

Compartilhe:

Voltar:


  Fraudes

Tentativas de fraude contra o consumidor crescem 7,1% em janeiro, revela indicador da Serasa

Brasil tem uma tentativa a cada 16,6 segundos

 

De acordo com o Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraude, em janeiro de 2018, foram registradas no Brasil 161.097 tentativas, representando uma alta de 7,1% em relação a dezembro de 2017. Isso significa uma tentativa de fraude a cada 16,6 segundos. Já na comparação com janeiro de 2017 (161.355), o índice apresentou leve queda de 0,2%.

Segundo os economistas da Serasa Experian, os golpistas podem estar aproveitando o aquecimento do consumo ao crédito para aplicar fraudes, já que momentos de maior fluxo de pessoas podem ser considerado como ambiente propício pelos fraudadores. De acordo com o Indicador Serasa Experian de Demanda do Consumidor por Crédito, a quantidade de pessoas que buscou crédito em janeiro de 2018 cresceu 5,3%.

Alvo dos golpistas

O setor de Serviços teve a maior representatividade (37,2%) no índice de janeiro de 2018, mas o maior crescimento no mês veio do segmento de bancos e financeiras, que representa 25,1% do total. A telefonia registrou participação de 30,5%, varejo 6,0% e os demais 1,2%, veja abaixo a tabela completa:

Principais tentativas de golpe apontadas pelo indicador:

· Compra de celulares com documentos falsos ou roubados;

· Emissão de cartões de crédito: o golpista solicita um cartão de crédito usando uma identificação falsa ou roubada, deixando a “conta” para a vítima e o prejuízo para o emissor do cartão;

· Financiamento de eletrônicos (Varejo) – o golpista compra um bem eletrônico (TV, aparelho de som, celular etc.) usando uma identificação falsa ou roubada, deixando a conta para a vítima;

· Abertura de conta: golpista abre conta em um banco usando uma identificação falsa ou roubada, deixando a “conta” para a vítima. Neste caso, toda a “cadeia” de produtos oferecidos (cartões, cheques, empréstimos pré-aprovados) potencializa possível prejuízo às vítimas, aos bancos e ao comércio;

· Compra de automóveis: golpista compra o automóvel usando uma identificação falsa ou roubada, deixando a “conta” para a vítima;

· Abertura de empresas: dados roubados também podem ser usados na abertura de empresas, que serviriam de ‘fachada’ para a aplicação de golpes no mercado.

Como evitar fraudes?

A fraude de identidade acontece quando dados pessoais de um consumidor são usados por terceiros para firmar negócios sob falsidade ideológica ou obter crédito sem a intenção de honrar os pagamentos. De acordo com estudos da Serasa, basta perder um documento pessoal para dobrar a probabilidade de o cidadão ser vítima de um golpe.

Para se prevenir, quem tiver um documento extraviado, deve cadastrar um alerta gratuito na Serasa pelo link: www.serasaconsumidor.com.br/documentos-perdidos-roubados/ , além de fazer um Boletim de Ocorrência (B.O.). O registro ajuda a reduzir o risco e evitar a dor de cabeça de ter dados pessoais utilizados por fraudadores.

Com o alerta, o SerasaConsumidor consegue avisar às empresas que consultam seus produtos sobre a perda ou roubo do documento quando este for utilizado para abertura de conta em bancos, compra de bens e serviços, pagamentos etc. Assim, antes de efetuar a compra, por exemplo, estas empresas poderão tomar algumas atitudes preventivas, como solicitar outros tipos de documentos para comprovar a identidade, por exemplo.

Outras ações podem ajudar o consumidor a se proteger das fraudes. Veja 13 dicas abaixo:

No mundo físico:

1.     Não saia de casa com todos os documentos originais;

2.     Se for para algum lugar que não solicita documento original, procure ir com uma cópia simples ou autenticada;

3.     Procure guardar documentos, cartões e cheques no bolso da frente da calça ou em algum lugar escondido dentro da bolsa;

4.     Não perca de vista seus documentos de identificação quando solicitados. Do mesmo modo, não deixe que atendentes de lojas e outros estabelecimentos levem seus cartões bancários para longe de sua presença sob a desculpa de efetuar o pagamento;

5.     Tome cuidado ao digitar a senha do cartão de débito/crédito na hora de realizar pagamentos, principalmente na presença de desconhecidos;

6.     Não informe os números dos seus documentos quando preencher cupons para participar de sorteios ou promoções de lojas.

No mundo virtual:

7. Ao ingressar em um site, verifique se possui certificado de segurança. Para isso, basta checar se o http do endereço vem acompanhado de um “s” no final (https). Há ainda certificados que ativam um destaque em verde na barra do navegador;

8. Não faça cadastros em sites que não sejam de confiança;

9. Tenha cuidado com sites que anunciam oferta de emprego ou produtos por preços muito inferiores ao mercado;

10. Não compartilhe dados pessoais nas redes sociais que podem ajudar os golpistas a se passarem por você;

11. Mantenha atualizado o antivírus do seu computador, diminuindo os riscos de ter seus dados pessoais roubados por arquivos espiões;

12. Evite realizar qualquer tipo de transação financeira utilizando computadores conectados em redes públicas de Internet;

13. Ao usar computadores compartilhados, verifique se fez o log off das suas contas (e-mail, internet banking etc.).

Metodologia do Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraude – Consumidor

O Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraude – Consumidor é resultado do cruzamento de dois conjuntos de informações das bases de dados da Serasa Experian: 1) total de consultas de CPFs efetuado mensalmente na Serasa Experian; 2) estimativa do risco de fraude, obtida através da aplicação dos modelos probabilísticos de detecção de fraudes desenvolvidos pela Serasa Experian, baseados em dados brasileiros e tecnologia Experian global já consolidada em outros países. O Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraudes – Consumidor é constituído pela multiplicação da quantidade de CPFs consultados (item 1) pela probabilidade de fraude (item 2).
 



Edição anterior (1219):
terça-feira, 13 de março de 2018
Ed. 1219:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1219): terça-feira, 13 de março de 2018

Ed.1219:

Compartilhe:

Voltar:

Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior