Edição anterior (1431):
quinta-feira, 11 de outubro de 2018
Ed. 1431:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1431): quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Ed.1431:

Compartilhe:

Voltar:


  Economia

Valor dos alimentos da cesta básica sofre pouca alteração em Petrópolis

Rayane Portes – Especial para o Diário

O preço da cesta básica no Rio de Janeiro no mês de setembro, foi calculado em R$418,48, fazendo com que a capital permaneça na quarta posição dentre as que oferecem o valor mais caro do conjunto de alimento essenciais, de acordo com os dados da Pesquisa Nacional, realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Se comparado ao mês de agosto, o custo dos produtos que compõem a cesta básica, em quatro mercados do Centro da cidade, não apresentaram grandes alterações.

No Supermarket, cinco mercadorias são encontradas com o preço mais baixo. O feijão preto de 1kg, da marca Máximo, teve um aumento de oito centavos em relação ao penúltimo mês, sendo vendido por R$4,49. O pacote de um quilo do açúcar caravelas, apesar do aumento de 7,19%, é comercializado mais barato do que nos demais locais. Outros itens como a farinha torrada e fubá Granfino e o café Pilão de 250g, estão entre os melhores valores.

O Super Terê-Frutas também se destaca com o menor custo do açúcar Caravelas, com o mesmo preço de R$1,79 do mercado mencionado acima. O arroz de 5kg, da Tio João, não obteve alterações, mantendo o do mês de agosto, quando era oferecido a R$19,98.

A farinha de trigo Dona Benta, o macarrão Santa Amália e o óleo Liza estão sendo vendidos a R$3,59, R$2,69 e R$3,49, respectivamente, no Armazém do grão. Já no mercado Tá no gosto, o leite Elegê (R$3,29) é o único item mais barato, dentre os supermercados em que a pesquisa foi realizada.

Para a aposentada, Maria de Oliveira, os itens estão com um preço agradável ao bolso do consumidor se relacionado à situação econômica do país.

- Quando eu estava na juventude, as compras de mercado eram mais baratas. Mas na minha opinião, os valores desses alimentos estão acessíveis se comparado há alguns meses atrás e por conta da situação atual do país, eu me surpreendi com esses valores – disse.

Cesta básica x Salário mínimo

Em setembro de 2018, o tempo médio necessário para adquirir os produtos da cesta básica foi de 85 horas e 35 minutos. Em agosto de 2018, ficou em 85 horas e 43 minutos.

Quando se compara o custo da cesta e o salário mínimo líquido, ou seja, após o desconto referente à Previdência Social, verifica-se que o trabalhador remunerado pelo piso nacional comprometeu, em setembro, 42,29% do salário mínimo líquido para adquirir os mesmos produtos que, em agosto, demandavam 42,34% e, em setembro de 2017, 42,75%.

  

Pesquisa realizada em 09/10/2018

Produto

Tá no Gosto

Supermarket

Armazém do Grão

Terê Frutas

Arroz Tio João 5Kg

R$ 22,85

R$20,90

R$ 21,49

R$ 19,98

Feijão Preto Máximo 1Kg

-

R$ 4,49

R$ 5,29

R$ 4,99

Macarrão Santa Amália 500g

R$ 3,29

R$ 2,99

R$ 2,69

R$ 3,99

Farinha torrada Granfino 1Kg

-

R$ 4,59

R$ 4,99

R$ 6,49

Sal Ita 1Kg

-

R$ 2,99

-

R$ 2,49

Óleo Liza 900ml

R$ 4,39

R$ 3,99

R$ 3,49

R$ 3,99

Farinha Dona Benta 1Kg

R$ 4,15

R$ 3,99

R$ 3,59

R$ 3,99

Leite Elegê 1L

R$ 3,29

R$ 4,48

R$ 3,49

R$ 3,49

Açúcar Caravelas 1Kg

-

R$ 1,79

-

R$ 1,79

Café Pilão 250g

R$ 5,85

R$ 5,55

R$ 5,79

R$ 5,99

Café Pilão 500g

R$ 9,95

R$ 10,90

R$ 10,99

R$ 8,98

Fubá Granfino 1Kg

R$ 2,49

R$ 2,29

R$ 2,29

R$ 2,99



Edição anterior (1431):
quinta-feira, 11 de outubro de 2018
Ed. 1431:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1431): quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Ed.1431:

Compartilhe:

Voltar:

Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior