Edição anterior (1428):
segunda-feira, 08 de outubro de 2018
Ed. 1428:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1428): segunda-feira, 08 de outubro de 2018

Ed.1428:

Compartilhe:

Voltar:


  Eleições

 Votos de Petrópolis elegem dois deputados federais e um estadual

Daniel Silveira e Hugo Leal conquistam mandatos em Brasília; na Alerj, Marcus Vinicius foi eleito

Philippe Fernandes

Neste domingo (7), os petropolitanos foram às urnas e escolheram os seus representantes para os próximos quatro anos. Na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Marcus Vinicius Neskau (PTB) foi reeleito para mais um mandato. Já na disputa para a Câmara Federal, Petrópolis fez dois deputados eleitos: Daniel Silveira, do PSL, foi o mais bem votado de Petrópolis, seguido por Hugo Leal (PSD), que foi reeleito.

 

Votação para a Alerj em Petrópolis


 
 Entre os candidatos com base eleitoral em Petrópolis, o único que conquistou a eleição foi Marcus Vinícius Neskau, do PTB, conseguiu a eleição. Ele foi o quinto candidato mais bem votado de Petrópolis, tendo 6.263 dos 30.406 votos na cidade. O candidato para a Alerj mais bem votado do município foi Rubens Bomtempo, que teve 23.661 votos no Estado, sendo 22.191 na cidade. Apesar disso, ele foi o terceiro colocado do PSB, ficando com a primeira suplência. A vereadora Gilda Beatriz, do MDB, foi a segunda colocada do município, tendo 16.816 votos (sendo 14.537 na cidade). Yuri Moura, do PSOL, ocupou a quarta colocação entre os candidatos da cidade, alcançando 11.613 votos. Ele ficou atrás de Rodrigo Amorim (PSL). O candidato mai bem votado do Estado teve 14.075 dos 139.541 votos na cidade.

A lista dos candidatos com base no município contou com Eduardo do Blog (DEM, 5.162 votos), Renato Cozzolino (PRP, 2.632 votos), Jorginho Banerge (PTC, 2.470) e Adenilson Honorato (SD, 2.163)

 

Daniel Silveira surpreende, e Hugo Leal é reeleito


 Na disputa pela Câmara Federal, a grande surpresa da eleição no município foi o candidato Daniel Silveira, do PSL. O policial filiado ao partido do presidenciável Jair Bolsonaro teve em Petrópolis 21.501 dos 31.754 votos que o levaram para o Congresso Nacional. O deputado Hugo Leal (PSD) aparece em seguida, conquistando mais um mandato com o apoio de 14.868 eleitores da cidade (no total, ele teve 63.371 votos).

Jamil Sabrá Neto (PDT) teve 8.400 eleitores no Estado, sendo 6.879 em Petrópolis. Além de Jamil, os candidatos petropolitanos mais bem votados foram Nilton dos Anjos, do PSOL (2.124); Gastão Reis, do Novo (1.674); Daniel Iliescu, do PCdoB (1.535). Ramon Mello (Avante) teve 1.465 eleitores; Carlos Madureira (DC, 1.125); e Alex Dias (Pode, 1.084).

Ao Diário, Daniel Silveira afirmou que representa um campo político que não estava ocupado até então, que é o do conservadorismo.

- Já esperava uma boa votação, pois Petrópolis sempre se mostrou uma cidade conservadora/liberal, e só faltava alguém que representasse esta frente, uma pessoa disposta a defender os ideais da cidade e do estado, focando principalmente em segurança pública e economia. O clima é de grande festa - disse o deputado eleito.

O presidente do PSL em Petrópolis, Octávio Sampaio, lembrou que a campanha teve poucos gastos.

- É muito importante ressaltar que a campanha do Daniel foi realizada com uma quantidade muito pequena de recursos, principalmente quando comparada a outros candidatos, alguns até que não entraram. Uma campanha feita com responsabilidade e compromisso não precisa gastar milhões para ser bem-sucedida. Agora, o foco do partido é 2020, quando teremos candidato a prefeito, para tentar despolarizar a situação política da cidade – disse Octávio Sampaio.

Já o deputado Hugo Leal disse que "vai retribuir a confiança dos eleitores com trabalho em Brasília".


 - Fico satisfeito de mais uma vez ter contado com a confiança dos eleitores de Petrópolis e vou retribuir prosseguindo com trabalho em Brasília, buscando trazer mais recursos e viabilizar projetos para nossa cidade. Este ano, a campanha foi muito curta, com menos tempo para conversar com o eleitor. Muita gente nem queria votar por conta do descrédito que vem atingindo a classe política, principalmente no nosso estado. Mas creio que conseguimos passar a mensagem de que a política é necessária para a promoção do bem comum e vamos seguir trabalhando juntos por Petrópolis - disse.

Alta abstenção

O não-voto marcou a eleição em Petrópolis. Mais de 58 mil eleitores, que representam 24,14% do total de 243.643 petropolitanos com direito ao voto, não compareceram às seções eleitorais neste domingo. Além disso, outros 37.443 petropolitanos votaram em branco ou nulo para deputado estadual, e 40.681 não escolheram um candidato a deputado federal.



Edição anterior (1428):
segunda-feira, 08 de outubro de 2018
Ed. 1428:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1428): segunda-feira, 08 de outubro de 2018

Ed.1428:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior