Edição anterior (1425):
sexta-feira, 05 de outubro de 2018
Ed. 1425:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1425): sexta-feira, 05 de outubro de 2018

Ed.1425:

Compartilhe:

Voltar:


  Eleições

Yuri Moura propõe a criação de um fundo estadual para moradia

Yuri Lima yuri.lima@diariodepetropolis.com.br


 Em entrevista ao Diário, o candidato a deputado estadual Yuri Moura (PSOL) defendeu mecanismos de unificação da Região Serrana como formas de amplificar os investimentos locais em aspectos como a moradia, economia e saneamento básico. Além de afirmar a necessidade de repensar as políticas de transporte em esfera estadual.

- Com um mandato de deputado eu quero dar um caráter fiscalizador. Um deputado de bairro, de esquina, ir aos hospitais, escolas e escutar os servidores municipais, ver o que está sendo feito de errado e buscarmos formas de resolver a situação – afirmou.

Segundo o candidato, a primeira luta que buscará executar, caso eleito, será a questão da moradia para a região serrana. De forma integrada, pensando no saneamento básico, cultura e lazer.

- A moradia não é apenas urgente pela grande demanda que existe. Ela é urgente, também, porque nós temos que aplicar políticas preventivas. É para ontem requalificar as comunidades. Por estes motivos eu quero criar um novo programa estadual de moradia. Com a criação de um fundo para que façamos contenção de encostas, orientação de pessoas através de um escritório padrão, além de crédito para a construção civil – afirmou.

O psolista afirmou que a sua experiência como candidato a Prefeito, como presidente de partido, como assessor parlamentar na Alerj e educador, irá auxiliá-lo a desempenhar a função de deputado estadual.  Além disto, o candidato declarou que mesmo sem o mandato já tem desempenhado o trabalho de agente fiscalizador.

- Eu já tenho feito esse trabalho mesmo sem mandato, por intermédio de denúncias e ações populares na justiça. Mas como deputado eu poderei reproduzir isso em projetos de lei e auditorias e audiências públicas. Na convocação do Ministério Público, na convocação do Poder Executivo para que eles prestem esclarecimentos – disse.

Yuri ainda afirmou os problemas enfrentados na cidade, declarando que são resultados de más gestões municipais. O candidato disse que, em um possível mandato, buscará sempre a participação popular, com ações em regiões centrais da cidade, além da criação de locais de atendimento nas comunidades do município.

- Isto é para mostrar para a população que a vida pública é muito mais próxima da nossa vida cotidiana do que elas imaginam. Meu mandato vai ser uma ponte entre a vida real e no que é pautado pela política – afirmou.

O candidato afirmou que é necessária a representação do interior na Assembléia Legislativa.

- Hoje a Alerj não tem um debate sério sobre o interior do Estado. Existem outras questões que são tratadas e tenho o objetivo de colaborar nestas discussões. Porém, também quero apresentar uma nova proposta, para que a Região Serrana e Petrópolis possam ser observadas no Legislativo Estadual – declarou.

Uma das pautas que o psolista afirmou que tem impacto direto no município e que deve ser debatida em esfera estadual é a questão do transporte. Para Yuri, a lógica de privatização do espaço público, nesta questão, promove irregularidades que aumentam o custo de vida da população.

- Estas questões prejudicam o nosso desenvolvimento econômico, a questão de emprego e renda e, principalmente, prejudica o trabalhador. A população é quem paga essa conta. Então, tudo que eu pontuo em minhas propostas, está vinculada a uma lógica estadual – disse.

Em relação a sua gestão como presidente de partido em Petrópolis, Yuri afirmou que saiu da antiga sigla por falta de identificação com as práticas políticas. Para o candidato, o PSOL é uma sigla mais coerente.

- Apesar do momento ser de descrédito na política, não podemos pensar que todos são iguais. Eu demonstrei isso em minha trajetória, e mostrei qual é o meu lado quando, na última eleição de Prefeito, eu não apoiei ninguém. Eu mostrei o meu lado quando estive ao lado dos servidores. Não me falta coragem, vontade e trabalho. A única coisa que me falta é um mandato – afirmou.

 



Edição anterior (1425):
sexta-feira, 05 de outubro de 2018
Ed. 1425:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1425): sexta-feira, 05 de outubro de 2018

Ed.1425:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior