Edição anterior (2524):
quarta-feira, 06 de outubro de 2021
Ed. 2524:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2524): quarta-feira, 06 de outubro de 2021

Ed.2524:

Compartilhe:

Voltar:


  Mulher

Ações de prevenção à Violência doméstica e familiar contra a mulher são realizadas em Petrópolis

 

Foto: Divulgação

Wesley Fernandes – especial para o Diário

Desde o início da pandemia do coronavírus, algumas mulheres passaram a ficar 24 horas em casa, muitas vezes, com seus agressores. Tal fato elevou a preocupação com a violência doméstica e familiar contra a mulher. Diante disso, diversos órgãos públicos e privados têm promovido constantes palestras, workshops, cursos de treinamentos e atividades para orientar e capacitar o público feminino a se defender em eventuais situações de agressões físicas e verbais. As ações visam, principalmente, reunir tudo o que é preciso saber sobre o tema e as formas de auxiliar e denunciar nesses casos.

Em Petrópolis, por exemplo, a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Estado do Rio de Janeiro, por meio da subsecretaria de Políticas para Mulheres, realizou na manhã desta terça-feira (06) um workshop de prevenção e enfrentamento à violência contra a mulher. A ação faz parte do projeto “Empoderadas”, um importante aliado para enfrentar a violência, inclusive a doméstica.

O evento foi realizado na Casa de Portugal, no Quitandinha. Na ocasião a equipe comandada pela lutadora de MMA e campeã mundial de Jiu-jitsu, Erica Paes, recebeu as mulheres com dicas de defesa pessoal e prevenção à violência doméstica e de gênero.

“O Brasil é o quinto país do mundo onde mais se mata, estupra e espanca mulheres. A gente desenvolveu um programa em que damos aulas de prevenção e enfrentamento da violência. Ensinando meninas e mulheres a reconhecerem e se anteciparem à ação de um criminoso, de um importunador sexual e outros abusos. Damos dicas de segurança para elas reconhecerem e se protegerem de uma situação de vulnerabilidade, usando o esporte e o conhecimento como plataforma”, disse Erica.

As técnicas de defesa pessoal podem ser utilizadas em casos de tentativas de agressões físicas a que o público feminino está exposto em seu cotidiano, além de influenciar positivamente em sua dignidade, segurança e autoestima, sempre valorizando a integridade pessoal por meio do esporte. O projeto ainda aborda a conscientização dos direitos e das leis voltadas à proteção das mulheres.

Além desta, o público feminino de Petrópolis poderá contar com outra ação, agora em Cascatinha. Nessa quinta-feira (07), o ônibus Lilás estará na praça do bairro, das 10h às 15h, prestando atendimento à população.

O veículo é um equipamento volante que presta serviços de atendimentos de Assistência social, jurídica e psicológica a todas as mulheres e meninas que sofrem ou sofreram algum tipo de violência, além de oferecer atendimentos do Centro Comunitário de Defesa da Cidadania, traz ao município a possibilidade de ofertar isenções para emissão de documentos, não só a mulher, mas para a população em geral.



Edição anterior (2524):
quarta-feira, 06 de outubro de 2021
Ed. 2524:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2524): quarta-feira, 06 de outubro de 2021

Ed.2524:

Compartilhe:

Voltar: