Edição anterior (3291):
sábado, 11 de novembro de 2023
Ed. 3291:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (3291): sábado, 11 de novembro de 2023

Ed.3291:

Compartilhe:

Voltar:


  Agenda Cultural

Ana Durães inaugura exposição “Diálogos da Paisagem” na Casa de Petrópolis

 

Foto: Divulgação


A mostra será aberta neste sábado (Foto: Eny Miranda)

A Casa de Petrópolis Instituto de Cultura recebe, a partir de sábado (11.11), a exposição “Ana Durães - Diálogos da Paisagem”. A mostra, que tem curadoria de Monica Xexéo e realização da Galeria Patricia Costa, destaca a delicadeza e conexão com a natureza que rege a vida e a arte de Ana Durães e reúne obras inéditas inspiradas nos jardins da Casa, projetados por Auguste Glaziou. A abertura tem entrada gratuita, a partir das 11h.

Em cartaz até 25 de fevereiro, a exposição também encerra com “chave de ouro” o período de Luiz Aquila à frente da diretoria de arte e cultura do espaço. O segundo mês do ano também contará com uma roda de conversa, marcando a despedida de Aquila, bem como celebrando a exposição de Ana Durães. 

“Desde que o Aquila me convidou para fazer essa exposição fiquei muito feliz e honrada. Petrópolis tem uma representação muito importante na minha vida, principalmente nos últimos tempos. A ideia do ateliê no Vale das Videiras, que mantenho há mais de 10 anos, foi justamente a de ter um lugar onde eu pudesse pintar dentro da paisagem. Fui muito bem acolhida pela cidade e posso dizer que a delicadeza das pessoas do lugar foi o fator primordial para mim”, destaca Ana Durães.

A coloração das sapucaias com suas variações do bordô ao rosa, misturadas ao verde, impressionou Ana ao chegar na cidade. Estarão expostas obras em tinta a óleo de grandes formatos, além de outras impressas em fine art em papel de bambu e hemp - resultado, segundo ela, de uma pesquisa em que fotografa a natureza reproduzindo como uma “paisagem inventada” de sua janela no período em que permaneceu reclusa na serra.  

“A obra de Ana Durães é um dos mais belos exemplos contemporâneos da pintura de paisagem, gênero cultivado ao longo da história da arte por artistas brasileiros e estrangeiros. Com sólida e erudita formação, retrata com escrita própria, em muitos dos seus trabalhos, as suas investigações de botânica e sua preocupação com a preservação da natureza”, afirma Monica Xexéo.

Natural de Diamantina, Minas Gerais, Ana Durães iniciou a sua formação artística na tradicional Escola Guignard, em Belo Horizonte, criada em 1943 e, hoje, vinculada à Universidade do Estado de Minas Gerais. Na década de 1980, mudou-se para a cidade do Rio de Janeiro, onde cursou a Escola de Belas Artes, na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Hoje, a artista divide-se divide entre Petrópolis e Lisboa, onde mantém outra residência e contatos profissionais e afetivos.

As visitas à mostra ocorrem de sexta a domingo, sempre das 10h às 16h. E, além de conferir as telas confeccionadas pela artista, o público poderá conhecer um dos pontos turísticos mais bonitos da cidade: a Casa de Petrópolis. Parte do roteiro a pé da cidade, o espaço fica localizado no número 716 da Avenida Ipiranga, no Centro Histórico. O valor do ingresso, após o lançamento da exposição, é de R$ 20 a inteira e R$ 10 a meia entrada. O local conta com estacionamento rotativo. 

Serviço

Abertura da mostra “Ana Durães - Diálogos da Paisagem”

Sábado, 11.11 às 16h. 

Entrada: gratuita 

Visitação da mostra, de 12.11.23 a 25.02.24

Ingressos: R$ 20 a inteira e R$ 10 a meia entrada

Funcionamento: de sexta a domingo, das 10h às 16h

Local: Casa de Petrópolis – Instituto de Cultura

Endereço: Av. Ipiranga, 716 – Centro – Petrópolis

Estacionamento rotativo no local



Edição anterior (3291):
sábado, 11 de novembro de 2023
Ed. 3291:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (3291): sábado, 11 de novembro de 2023

Ed.3291:

Compartilhe:

Voltar: