Edição anterior (2333):
quarta-feira, 31 de março de 2021
Ed. 2333:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2333): quarta-feira, 31 de março de 2021

Ed.2333:

Compartilhe:

Voltar:


  Lockdown

Com a cidade em lockdown, consumidores fazem fila e se aglomeram em busca do ovo de Páscoa

 

Com a cidade em lockdown e apesar dos apelos para que a população fique em casa, uma forma de conter a proliferação do coronavírus na cidade, dezenas de pessoas se aglomeram na porta das Lojas Americanas, no Centro Histórico, na manhã desta terça-feira (30). A maioria em função das compras de ovos de Páscoa. Durante cerca de uma hora, a unidade chegou a abrir irregularmente, mas foi obrigada a fechar as portas após a chegada da equipe de fiscalização da prefeitura.

Antes mesmo de a loja abrir – por volta de 10h30, uma imensa fila já se formava na porta e seguia até a fachada do Colégio Estadual Dom Pedro II. No período que chegou a ficar aberta, o movimento era grande dentro da unidade. Mas pelo decreto publicado no município na segunda-feira (29), o comércio está proibido de funcionar até o dia 05 de abril, com algumas exceções, como supermercados, açougue, quitanda, padaria, entre outros.

De acordo com a prefeitura, a unidade das Lojas Americanas não está incluída nas exceções e só pode funcionar com serviços de delivery ou “take away” de gêneros alimentícios, ou seja, quando a pessoa retira o alimento no estabelecimento. Mas também é preciso haver o controle da fila.

          Nesta terça-feira, depois de ficar menos de uma hora aberta, a unidade das Lojas Americanas foi obrigada a fechar as portas com a chegada da fiscalização da prefeitura.

          O Diário entrou em contato com as Lojas Americanas, mas até o fechamento desta edição não foi enviada uma resposta.



Edição anterior (2333):
quarta-feira, 31 de março de 2021
Ed. 2333:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2333): quarta-feira, 31 de março de 2021

Ed.2333:

Compartilhe:

Voltar: