Edição anterior (2524):
quarta-feira, 06 de outubro de 2021
Ed. 2524:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2524): quarta-feira, 06 de outubro de 2021

Ed.2524:

Compartilhe:

Voltar:


  Corpo de Bombeiros

Corpo de Bombeiros foi acionado 314 vezes em 30 dias

 

Foto: reprodução redes sociais

Wesley Fernandes – especial para o Diário

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) divulgou um balanço dos atendimentos realizados em Petrópolis no mês de setembro pelo 15° Grupamento de Bombeiros Militar (Centro) e o 15° Destacamento de Bombeiros Militar (Itaipava). Entre as principais ocorrências estão socorros no trânsito, combates a incêndios em edificações e áreas de vegetação, captura/salvamento de animais, salvamentos de pessoas, cortes de árvores e combates a insetos. Houve ainda o registro de ligações indevidas, que além de colocar a vida de outras pessoas em risco, se caracterizam como crime previsto no Código Penal. Os dados foram divulgados na tarde dessa segunda-feira (04).

Os chamados de socorros no trânsito lideraram o ranking, com 89 casos. Em paralelo e comprovando os dados dos bombeiros, o Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran-RJ) divulgou, também nesta segunda-feira, um levantamento mostrando que os índices de acidentes foram altíssimos no ano de 2020 em Petrópolis, colocando a cidade como a décima do Estado do RJ e a nona da Região Metropolitana com mais vítimas no trânsito. Segundo o Detran, foram 234 registros entre atropelamentos, capotagens e colisões. Nesses, 32 pessoas perderam a vida.

Na área de atendimento, as equipes dos bombeiros de Petrópolis receberam oito ligações indevidas, popularmente conhecidas como trote. A prática coloca a vida de outras pessoas em risco e se caracteriza como crime previsto no Código Penal. Além do risco gerado aos bombeiros e a outros condutores e pedestres durante o deslocamento em emergência, a linha telefônica fica ocupada para chamados verídicos. Ainda tem o problema da guarnição ter sido empregada em algo que não era uma emergência e se, por algum azar, estivesse com outra ocorrência real, essa foi deixada em espera devido ao atendimento ao falso.

Conforme o balanço, no mês passado os quartéis que atendem a cidade foram acionados para dois combates a incêndios em edificações e 55 a fogo em vegetação. Cabe destacar que provocar incêndio em mata ou floresta é um crime previsto na Lei de Crimes Ambientais, com pena de dois a quatro anos. Para denunciar, a população pode entrar em contato com o Linha Verde, através dos telefones: 0300 253 1177 (para o interior, a custo de ligação local), 2253 1177 (para a capital), ou por meio do aplicativo para celulares “Disque Denúncia RJ”. Em casos de emergência, a população pode acionar o Corpo de Bombeiros pelo 193 ou a Defesa Civil pelo 199.

Houve, ainda, três chamados para salvamentos de pessoas, cinco para cortes de árvores, 22 para capturas/salvamento de animais e cinco para combates a insetos. 

 



Edição anterior (2524):
quarta-feira, 06 de outubro de 2021
Ed. 2524:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2524): quarta-feira, 06 de outubro de 2021

Ed.2524:

Compartilhe:

Voltar: