Edição anterior (2408):
segunda-feira, 14 de junho de 2021
Ed. 2408:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2408): segunda-feira, 14 de junho de 2021

Ed.2408:

Compartilhe:

Voltar:


  Ambiente

Denúncia feita ao Linha Verde leva polícia a identificar abertura clandestina de estrada, corte de talude e outros crimes ambientais em Petrópolis

 Após uma denúncia sobre desmatamento em Secretário, distrito de Petrópolis, feito ao programa Linha Verde, do Disque Denúncia (0300 253 1177) policiais militares ambientais identificaram neste domingo (13) uma área com cerca de cinco mil metros quadrados degradada próximo à Cachoeira da Rocinha.

De acordo com os agentes lotados na Unidade de Policiamento Ambiental do Parque Estadual dos Três Picos, responsáveis pela averiguação da denúncia, a informação era de que o local, de mata atlântica, vinha sendo desmatado diariamente, inclusive com auxílio de máquinas retroescavadeiras. Os agentes então procederam à Estrada da Rocinha, onde observaram a movimentação de solo com corte de talude e abertura de uma estrada clandestina. Ainda segundo eles, todo o material vinha sendo descartado em uma vegetação rasteira e arbustiva, dificultando sua regeneração natural. Foram realizadas diligências no entorno a fim de identificar os responsáveis, mas durante a fiscalização, nenhum suspeito foi localizado, tampouco placas indicativas de licenciamento para as atividades ali executadas.

Ainda em Secretário, desta vez na Rua Posse dos Coqueiros, outra denúncia feita ao Linha Verde citava extração irregular de árvores na localidade conhecida como Fagundes. Os policiais da 5ª UPAm então foram ao local e encontraram o corte de pelo menos três árvores de grande porte com características de nativa em uma área de mil e quinhentos metros quadrados, além da movimentação do solo com corte de talude e construção de uma ponte de concreto. Como não havia nenhuma placa, os policiais questionaram algumas pessoas que passavam pelo local a respeito do responsável, mas foram informados de que o proprietário não se encontrava naquele momento. As duas ocorrências foram registradas na 106ª DP (Itaipava).

Desde o início do ano, o Linha Verde já recebeu 257 denúncias sobre crimes ambientais na cidade de Petrópolis. A população pode continuar denunciando de forma anônima através dos telefones 0300 253 1177 (interior, custo de ligação local) ou 2253 1177 (capital), além do APP “Disque Denúncia RJ” disponível para celulares. Por essa modalidade, o denunciante pode enviar fotos e vídeos, com a garantia do anonimato. É possível denunciar também através da página do Linha Verde no facebook, www.facebook.com/linhaverdedd ou ainda pelo site do Disque Denúncia (www.disquedenuncia.org.br). Lembrando que em todos os canais, o anonimato é garantido ao denunciante.
LINHA VERDE, o Disque Denúncia do Meio Ambiente

 



Edição anterior (2408):
segunda-feira, 14 de junho de 2021
Ed. 2408:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2408): segunda-feira, 14 de junho de 2021

Ed.2408:

Compartilhe:

Voltar: