Edição anterior (934):
quinta-feira, 01 de junho de 2017
Ed. 934:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (934): quinta-feira, 01 de junho de 2017

Ed.934:

Compartilhe:

Voltar:


  Geral

Hospital Clínico de Corrêas faz primeiro procedimento no novo centro cirúrgico

 

Hoje às 8h, foi realizada a primeira cirurgia do Centro Cirúrgico Dr. Antônio Cordeiro Júnior do Hospital Clínico de Corrêas, localizado na Estrada União Indústria. A inauguração foi feita no ano de 2016 junto com o CTI, mas devido a pequenos reparos que precisavam ser feitos, os trabalhos cirúrgicos foram adiados.

O nome do centro é uma homenagem ao pai do doutor Marco Paulo Viana Cordeiro que veio trabalhar em 1950, como sócio do hospital que na época era somente para tratamento de tuberculose, mas depois virou clínico e agora se tornou também cirúrgico, virando um hospital de ponta de Petrópolis.

- Todo sonho de um hospital é se tornar um hospital geral e isso foi conseguido através de muito trabalho e dedicação e nós conseguimos isso – contou o Dr. Marco Paulo.

Ele ainda conta que o objetivo é alcançar o público que reconheça que um dia será beneficiado em nosso hospital, principalmente com a chegada de novos cirurgiões.

- Nossa ideia é ser um hospital social, onde o paciente de baixa renda tenha através do SUS um atendimento de primeira e seja tratado de uma forma conveniente, de uma forma técnica, de uma forma humana como todos deveriam ser, mas também procurando melhorar a medicina privada para obter uma melhor rentabilidade – completou.

A cirurgia inaugural, um procedimento de retirada de varizes em um jovem paciente será feito pelo cirurgião vascular Dr. Laerte Vaz, que foi especialmente escolhido por ser o mais antigo profissionalmente em atividade no hospital.

- Trabalho há 4 anos aqui e tive a oportunidade de acompanhar as mudanças do Hospital clínico de Corrêas. Agora temos um centro cirúrgico e um amplo e completo CTI. O Centro Cirúrgico tem capacidade de realizações cirúrgicas das diversas especialidades. Expectativas maiores de um Hospital que atende uma enorme área populacional. Tenho a dizer que possui um corpo clínico completo e competente. Digo mais, a cidade ganhou muito com a ampliação da rede. Diria que ele vem ocupar os tempos da antiga Casa da Providência – comemora Laerte Vaz.

Além das cirurgias o hospital almeja outras conquistas, é o que conta o cardiologista Dr. Haroldo Koiti Kurike, que trabalha no hospital há dois anos e faz parte da coordenação médica.

De acordo com o médico, o hospital espera aumentar o número de atendimentos no ambulatório devido à chegada nos últimos meses de especialistas renomados da cidade das mais diversas áreas clínicas além de cardiologia, angiologia, ortopedista e ginecologista que estão realizando consultas acessíveis, com preços populares a partir de R$80, numa intenção de atingir os moradores que sofrem nas enormes filas.

- Tentamos buscar aqui um tratamento humanizado, esse é o nosso diferencial. Hoje tem uma grande população que não tem mais os planos de saúde, porque perdeu o emprego ou o patrão não pôde mais pagar, é essa população que mais está buscando os atendimentos populares – informou o Dr. Haroldo.



Edição anterior (934):
quinta-feira, 01 de junho de 2017
Ed. 934:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (934): quinta-feira, 01 de junho de 2017

Ed.934:

Compartilhe:

Voltar: