Edição anterior (2446):
quinta-feira, 22 de julho de 2021
Ed. 2446:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2446): quinta-feira, 22 de julho de 2021

Ed.2446:

Compartilhe:

Voltar:


  Incêndio

Incêndio em vegetação quase atingiu casas na Posse

 

Wesley Fernandes - especial para o Diário

O incêndio registrado em uma área de vegetação, no final da tarde desta segunda-feira (19), por pouco não atingiu residências da Estrada União e Indústria, na Posse. As chamas tiveram início por volta das 17h50 e rapidamente se alastraram, chegando próximo dos imóveis localizados na região popularmente conhecida como Morro do Xingu. Apesar do susto, ninguém ficou ferido.

"O incêndio chegou bem próximo das edificações, colocando em risco a vida das pessoas e da comunidade em geral", frisou o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, tenente-coronel Gil Kempers. Ele visitou o local do incêndio na manhã desta terça-feira (20).

Segundo informações do 15º Grupamento de Bombeiros Militar (GBM), as chamas foram controladas cerca de quatro horas após o início da ocorrência, por volta das 21h50. Três militares atuaram no combate ao fogo, com o apoio de agentes da Secretária Municipal de Defesa Civil e Ações Voluntárias. A área destruída não foi divulgada.

Ainda durante a visita, o tenente-coronel gravou um vídeo pedindo o apoio da população para evitar que ocorrências desse tipo aconteçam. "Algumas dicas para que os incêndios em áreas de vegetação não ocorram são: evitar soltar balões e não queimar terrenos e lixos. Contamos com o apoio de vocês para reduzir ocorrências dessa natureza.

Além da Posse, as regiões de Pedro do Rio, Itaipava e Cascatinha aparecem com risco muito alto para incêndios, segundo um alerta divulgado pela Defesa Civil nesta quarta-feira (21). Já o Centro, ocupa a segunda colocação no informativo, na cor laranja, que representa risco alto. Os demais pontos da cidade não aparecem no alerta, que aponta também outros graus de risco, entre eles, moderado (amarelo), baixo (verde escuro) e muito baixo (verde claro).

Cabe destacar que provocar queimadas e soltar balões são crimes ambientais, sujeitos a multas e prisão. O fogo em florestas e áreas de vegetação pode causar danos graves na flora e na fauna, além de degradar o solo. Em casos de emergência, a população pode acionar o órgão através do telefone 199 ou o Corpo de Bombeiros no 193.



Edição anterior (2446):
quinta-feira, 22 de julho de 2021
Ed. 2446:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2446): quinta-feira, 22 de julho de 2021

Ed.2446:

Compartilhe:

Voltar: