Edição anterior (2364):
sábado, 01 de maio de 2021
Ed. 2364:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2364): sábado, 01 de maio de 2021

Ed.2364:

Compartilhe:

Voltar:


  Segurança

ISP: diminui o total de furtos e roubos em Petrópolis

Outros índices de criminalidade também registraram redução em março

Wellington Daniel

Dados do Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro (ISP) apontam para uma redução no número total de furtos e roubos na cidade no mês de março. Além destes indicadores, o levantamento também aponta para uma melhora dos números de crimes violentos letais intencionais e estupro. As tentativas de homicídio, no entanto, subiram.

O total de furtos reduziu de 108 em fevereiro para 102 no mês passado, o que representa uma diminuição de 5,5%. Também houve queda em relação a março de 2020, de 15,7%, quando foram 121 registros.

Já o total de roubos, diminuiu 20,8% em relação a fevereiro, de 24 para 19 e 5% em relação a março do ano passado, quando foram 20 registros. Segundo a comandante do 26º Batalhão de Polícia Militar, coronel Simone de Almeida Silva, a unidade agiu nos roubos a transeuntes e possível identificação de bandidos.

“Essas ações culminaram em prisões em flagrantes dos crimes desta natureza o que contribuiu diretamente na segurança do cidadão petropolitano. O trabalho realizado busca atingir os níveis "zerados" em roubo de veículo e roubo a carga no mês de abril, comparados a outros delitos do Sistema de Metas”, explica.

O número de crimes violentos letais intencionais também diminuiu, de cinco em fevereiro para um no mês passado. Em março de 2020, as delegacias de Petrópolis registraram dois casos do tipo. Registros de estupro foram de oito para sete entre os dois últimos meses do trimestre. No terceiro mês do ano passado, foram 10 ocorrências.

Já as tentativas de homicídio subiram, de um para nove entre um mês e outro. Alta também nos casos de ameaça, que foram de 94 para 109, percentual de 15,9%. A cidade não registrou em março casos de homicídio doloso e latrocínio, que é o roubo seguido de morte.

As ocorrências de apreensão de drogas também diminuíram, apesar de se manterem na média de outros meses de março. Em relação a fevereiro, a queda foi de 35,8%, de 81 para 52. Já no terceiro mês de 2020, foram 53 registros. A comandante do 26º BPM explica que foram necessários remanejamentos no planejamento da unidade, com os principais objetivos de agir na prevenção e, de forma conjunta com as delegacias (105ª DP e 106ªDP) na identificação e prisões de acusados de homicídio.

“Dessa forma, obtivemos uma redução muito significativa nos índices propostos pelo ISP, comparados aos meses de janeiro e fevereiro, garantimos importantes prisões referentes ao delito que muito impactavam o nosso município”, disse a comandante do batalhão de Petrópolis, lembrando o batalhão trabalha de forma integrada com os órgãos de segurança pública do município, buscando atender as demandas e respeitar os protocolos de saúde.

A área repressiva deste mês de abril, segundo a comandante do 26º BPM, já apresenta números comparativos de apreensões com os dois primeiros meses deste ano, havendo ações pontuais conforme relatórios de inteligência e denúncias verificadas in loco. “O 26° Batalhão vem buscando a melhor prestação de serviços a todos os petropolitanos, no que tange à Servir e Proteger. Agradecemos o envolvimento de toda a sociedade da cidade”, conclui, lembrado que o Disque-Denúncia do 26º BPM está à disposição de todos, pelos telefones (24) 2291-5071, (24) 2242-8005 ou pelo Zap-Denúncia (24) 99324-5499.



Edição anterior (2364):
sábado, 01 de maio de 2021
Ed. 2364:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2364): sábado, 01 de maio de 2021

Ed.2364:

Compartilhe:

Voltar: