Edição anterior (2404):
quinta-feira, 10 de junho de 2021
Ed. 2404:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2404): quinta-feira, 10 de junho de 2021

Ed.2404:

Compartilhe:

Voltar:


  Colunistas
Marise Simões
COLUNISTA

 

 

 

Fundação Luísa

 Entidade sem fins lucrativos criada para difundir a conscientização acerca da doação de órgãos e também debater a segurança no trânsito, principalmente entre os jovens, a Fundação Luísa foi lançada ontem, durante uma live no Instagram (@fundacaoluisa), com as participações do pai de Luísa e do inspetor da Polícia Rodoviária Federal Jerry Dias, que é ex-diretor do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito). O dia 9 de junho não foi escolhido aleatoriamente: neste dia, a estudante Luísa Camilo Ferreira, que motivou a criação da fundação, completaria 16 anos. A jovem foi vítima de um acidente de trânsito em novembro do ano passado, na BR-495, estrada que liga Petrópolis à Teresópolis. Atendendo ao desejo da adolescente, seus órgãos foram doados, um ato de amor que salva vidas. (FOTO -- Luísa Camilo Ferreira motivou a criação da fundação)

 

Biblioteca Macunaíma I


 O Instituto Oldemburg de Desenvolvimento, sempre se reinventando, apresenta mais uma novidade e, neste mês de junho, lança a sua Biblioteca Digital (http://biblioteca.institutooldemburg.com.br). Inspirada pela rapsódia Macunaíma, de Mário de Andrade, a plataforma tem o objetivo de oferecer aos leitores um conjunto de 500 livros de literatura nacional  e estrangeira, com títulos de acervo público digital, de forma gratuita, com curadoria focada na promoção dos clássicos brasileiros e estrangeiros apresentando o acervo de forma atrativa e contemporânea.  (FOTO -- Professor e doutor Leandro Garcia participar de encontro virtual sobre autores clássicos da literatura )

 

Biblioteca Macunaíma II

O lançamento da Biblioteca Digital Macunaíma está agendado para o próximo dia 5 de junho, juntamente com a abertura de mais uma edição do evento “Encontro com Territórios", promovido pela Biblioteca Estação Leitura, outra ação do Instituto. Os três encontros virtuais serão mediados pelo jornalista Claufe Rodrigues, que receberá entre os convidados o professor e doutor Leandro Garcia, a doutora em Letras, Anabelle Loivos, e a historiadora Mary Del Priore, que irão falar sobre os autores de clássicos da literatura brasileira, como Mário de Andrade, Euclides da Cunha e mulheres letradas da nossa história, entre elas, Auta de Souza, Maria Firmina e Nísia Floresta, que fazem parte do acervo da Biblioteca Macunaíma. Para participar basta acessar youtube/leituraInstitutooldemburg ou youtube/estacaoleitura.

 

Pílulas de Orientação

A TV UNIFASE, canal educativo do Centro Universitário Arthur Sá Earp Neto, produziu algumas pílulas de orientação e de utilidade pública sobre a COVID-19. Os vídeos estão disponíveis no YouTube e abordam os temas: Vacinas (youtu.be/tARbj8_koGI); Cuidados no transporte (youtu.be/enwaATjEIk8); Cuidados nas refeições fora de casa (youtu.be/t6ziEfSMBh8) e Não dê chance para a COVID-19 (youtu.be/atHT4aM2bEY). 

 

Arte no jardim


 A exposição "Parque de Esculturas no Jardim de Glaziou" segue até 31 de julho no espaço Casa de Petrópolis, patrimônio histórico tombado, também conhecida como Mansão de Tavares da Guerra. A mostra, que tem entrada gratuita, reúne obras de 26 artistas da Cidade Imperial e do Rio de Janeiro. As esculturas estão expostas ao livre em um dos jardins projetados pelo maior paisagista do período imperial, o francês Auguste François Marie Glaziou. A curadoria é do artista plástico Marcelo Lago. (FOTO -- Denise Campinho, que aparece entre os escultores Paulo Mendes Faria, Osvaldo Gaia, Roberto Pessoa, Alexandre Murucci e o curador Marcelo Lago, é autora da obra “Olhai pro céu, olhei pro chão”, na Casa de Petrópolis )

 



Edição anterior (2404):
quinta-feira, 10 de junho de 2021
Ed. 2404:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2404): quinta-feira, 10 de junho de 2021

Ed.2404:

Compartilhe:

Voltar: