Edição anterior (3298):
sábado, 18 de novembro de 2023
Ed. 3298:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (3298): sábado, 18 de novembro de 2023

Ed.3298:

Compartilhe:

Voltar:


  Luto

Morre a líder comunitária Lourdes Petronilho 

O corpo foi sepultado ontem no Cemitério Municipal


 Foto: Divulgação

Rogerio Tosta, especial para o Diário

A cidade encerrou a semana mais triste, devido a morte da líder comunitária, Lourdes Petronilho, 68 anos, sepultada ontem, no Cemitério Municipal de Petrópolis. Conhecida por muitos por sua garra e seu trabalho em prol dos menos favorecidos, Lourdes, morreu na quinta-feira, deixando um exemplo de luta e, apesar de todas as dificuldades, encantava a todos com seu lindo sorriso. 

Nas redes sociais, foram diversas manifestações de carinho e agradecimento pelo trabalho realizado por ela ao longo de sua vida. Lourdes foi mãe crecheira, educadora, cuidadora de idosos, agente comunitária de saúde, coordenadora do Movimento Negro Unificado, participava do fórum de mulheres negras e negros. Ela foi presidente do Conselho Municipal de Igualdade Racial, sendo uma das pioneiras na cidade com relação ao tema. 

A advogada Rosangela Stumpf destacou a grande líder comunitária que Lourdes Petronilho era e, ao lado de outras lideranças, como Augusto Ângelo Zanatta, ajudou a construir a história da luta comunitária na cidade. “A cidade perde uma grande líder comunitária, uma grande mulher, uma grande ativista da causa negra. A conheci ainda muito jovem e sempre nutri grande admiração e carinho por sua pessoa. Fiquei honrada quando ela me chamou para ser madrinha de seu casamento, que era seu sonho”, comentou a advogada, que por muito tempo conviveu com ela no PSB, onde Lourdes foi por diversas vezes candidata.

A sua trajetória política tem início bem antes de 2000, porém, a primeira vez que saiu candidata pelo PSB foi em 2004, quando ficou como suplente, o mesmo ocorrendo nas eleições seguintes, sempre em defesa dos menos desfavorecidos. Ano passado, voltou a ser candidata, desta vez a deputada federal e, mais uma vez, mostrou sua garra e disposição para defender o povo, principalmente os negros. 

O prefeito Rubens Bomtempo, que esteve no sepultamento, também lamentou a morte de Lourdes Petronilho, destacando seu trabalho, afirmando que “era uma grande amiga e foi companheira de partido por mais de 20 anos. Mulher de fibra, forte, defendia sua comunidade e foi uma grande líder na luta pela igualdade racial em Petrópolis, com atuação destacada na Coordenadoria de Igualdade Racial, no nosso período de governo entre 2013 e 2016. Lurdona, como era conhecida, nos deixa, mas seu legado por uma cidade mais justa, igual e antirracista segue vivo. Desejo força a todos os amigos e familiares neste momento difícil”. O prefeito ainda que Lourdes deixa um legado e um exemplo de luta por uma cidade mais justa, mais igual e antirracista. Pela garantia dos direitos de todos. Lurdona nos deixa, mas seu exemplo vive em cada um de nós”. 

O secretário de Assistência Social, Fernando Araújo também se manifestou lembrando os momentos que conviveu com Lourdes no PSB. “Mais uma grande perda para o movimento comunitário e negro em Petrópolis. Ela foi uma grande liderança comunitária e do movimento negro em Petrópolis e no Estado. No PSB, caminhamos juntos por quase 20 anos, fizemos inúmeras campanhas juntos”, comentou o secretário. 



Edição anterior (3298):
sábado, 18 de novembro de 2023
Ed. 3298:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (3298): sábado, 18 de novembro de 2023

Ed.3298:

Compartilhe:

Voltar: