Edição anterior (2333):
quarta-feira, 31 de março de 2021
Ed. 2333:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2333): quarta-feira, 31 de março de 2021

Ed.2333:

Compartilhe:

Voltar:


  Diário Comunidades

Obras ainda não foram feitas no Duarte dois anos após interdição

Trecho de rua está cedendo e preocupa moradores que passam pelo local

Wellington Daniel

A interdição de um trecho da Rua Duarte da Silveira completou dois anos agora em março, mas não há motivos de comemoração e muito menos de parabenizações. Até agora, nada foi feito no trecho e até a placa de sinalização já está desgastada. O problema ocorre próximo a Polycart e a antiga Fagan.

As primeiras reclamações chegaram ao Diário em julho de 2018. Após, em março de 2019, a interdição foi realizada. Na edição do dia 27 de fevereiro, uma outra matéria mostrando que nada foi feito. No mês passado, a Prefeitura disse que o projeto estava em fase final de elaboração, a mesma resposta dada em agosto de 2019.

Uma moradora, que prefere não se identificar, passa por ali todos os dias no caminho de casa, relata que percebe que o trecho está afundando mais. “A calçada e um trecho da rua estão fundos, ou seja, daqui a pouco vai cair. Chegaram a colocar uma faixa de interdição, mas não adianta. Ali passa veículos pesados, é preciso que haja uma solução”, explicou na matéria do mês passado.

A Rua Duarte da Silveira é uma das principais na região do Bingen. Além dos moradores, o trecho também é utilizado por diversas indústrias instaladas na localidade. Por ali, também é possível ter acesso a BR-040.

Procurada ontem (30) novamente, a Prefeitura não respondeu até o fechamento. O Diário retorna ao tema na edição do dia 28 de abril, para saber o que foi resolvido.



Edição anterior (2333):
quarta-feira, 31 de março de 2021
Ed. 2333:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2333): quarta-feira, 31 de março de 2021

Ed.2333:

Compartilhe:

Voltar: