Edição anterior (2402):
terça-feira, 08 de junho de 2021
Ed. 2402:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2402): terça-feira, 08 de junho de 2021

Ed.2402:

Compartilhe:

Voltar:


  Economia

Pessoas poderão sacar dinheiro em qualquer loja via PIX", diz chefe adjunto do Banco Central ao canal "Dinheiro Com Você

William Ribeiro recebeu Carlos Brandt para uma entrevista em seu canal no Youtube, onde foram apresentadas novidades referentes ao novo meio de pagamento instantâneo a serem implementadas ainda esse ano

 

O PIX, serviço de pagamento instantâneo, passou a ter funcionalidade no Brasil no final do ano passado, e em pouco tempo já foi considerado um sucesso pelo Banco Central. Desde então, muitas possibilidades tem surgido quanto a novas implementações em sua funcionalidade, e para entender melhor sobre todas as mudanças, o educador financeiro William Ribeiro, recebeu em seu canal no Youtube “Dinheiro Com Você”, o chefe adjunto do Banco Central Carlos Brandt.

 Durante a conversa, foram esclarecidas quais novidades estarão disponíveis para os clientes ainda esse ano, além de planos já para o ano que vem.

“A cada novo produto, o PIX ganha maior amplitude e consegue oferecer uma proposta de uso interessante”, declarou Brandt. Ele ainda cita o ritmo intenso de transformações exigido para melhorias no serviço, fazendo com que “muitas vezes, as próprias instituições conversem com a gente para dar uma respirada”.

No dia 14 de maio, foi anunciado o PIX Cobrança, que consiste na emissão de QR Codes para transações que serão cobradas em datas futuras, servindo como uma versão melhorada do boleto bancário. Mas essa é só uma das inovações que em breve ficarão à disposição de milhões de brasileiros.

 

Dinheiro em mãos via PIX

Brandt aponta que para esse ano, uma das grandes novidades a serem apresentadas está na possibilidade de saque através do PIX Saque e do PIX Troco, trazendo benefícios para clientes e donos de estabelecimentos.

“Ambos são variantes da possibilidade de as pessoas sacarem, podendo realizar o ato em qualquer tipo de loja. Não há obrigação nenhuma de esse serviço ser oferecido, mas é claro que ela vai ter alguns incentivos.”

Basicamente esses serviços servem como maneiras de o cliente conseguir realizar um saque, através de um depósito via PIX pela chave do local de compra, não se diferenciando muito entre si.

“Você vai poder chegar na farmácia da sua cidade, e vai poder fazer um PIX Saque, basicamente funcionando como um pagamento via PIX para aquele estabelecimento comercial, e ao receber o valor, é entregado o dinheiro físico ao cliente. Já o PIX troco é uma variante do saque, onde você compra um produto, faz um PIX para pagamento colocando um valor a mais, e recebe a diferença em mãos.”, conclui.

Willian cita a importância desses serviços por meio de um exemplo pessoal, e como centenas de pessoas podem se beneficiar com eles. “Na minha cidade tem dois caixas eletrônicos onde eu posso sacar dinheiro no meu banco. A gente está falando de tirar essa logística de ficar todo mundo dependendo desse caixa, e para o lojista não há a angustia de ficar lidando com dinheiro vivo, que é perigoso e custoso.”

Com novas implementações, dúvidas podem surgir e foi justamente nesse ponto que Ribeiro e Brandt discutiram em relação a taxas e a falta de dinheiro na loja no momento da transação. O chefe adjunto do Banco Central explica os detalhes desses questionamentos.

“Você tem as gratuidades dentro do PIX Saque e do PIX Troco, o que significa dizer que pelo menos quatro operações serão possíveis sem nenhum tipo de taxa ao cliente. Já em termos de obrigatoriedade para o lojista, não é exigido que o estabelecimento comercial tenha recursos se ele aderir a oferta, se tratando mais de uma facilidade e conveniência que está sendo dada a ele.”

Os produtos ainda não têm uma data exata para disponibilidade, mas contam com uma previsão para o terceiro trimestre de 2021, e até lá será desenvolvida uma interface exclusiva para essas transações.

 

Aproximação também será uma novidade nesse ano

Outra novidade preparada pelo Banco Central em relação ao PIX, que será apresentada ainda em 2021 é o pagamento via aproximação, tornando o serviço ainda mais dinâmico na realização de transações financeiras.

“O PIX por aproximação é bem interessante, com uma dinâmica de instantaneidade ainda maior do que já é oferecido como experiência”, aponta Brandt que ainda cita alguns exemplos. “Se você está no supermercado com uma compra menor, algo em torno de dez reais, eventualmente pode ser feito o que chamamos de tap-and-go, onde você só encosta e está pago. Ou, por exemplo, no transporte público, agilizando a fila atrás de você.”    

Willian levanta as possibilidades de esse serviço se realizado via aplicativo de celular, ou pelo cartão do próprio banco, e Brandt aborda as alternativas ainda não definidas, mas que estarão consolidadas até o final do ano.

“Uma das tecnologias possíveis pode ser o aplicativo de celular, mas ainda nada está definido, podendo eventualmente ter diferentes maneiras de uso do produto, como via bluetooth, cartão e até um chip que você possa colar no celular.”, conclui Brandt.

 

Novas possibilidades já são aguardadas para o ano que vem

Se para 2021, o Banco Central já trabalha na implementação de todas as novidades abordadas até aqui, para o ano que vem teremos mais inovações. Brandt conta para William como funcionará o débito automático dentro do serviço, além de mencionar sobre o PIX Internacional, que possibilitará transações com contas de outros países.

“Já temos para o ano que vem garantido o débito automático no PIX, que é aquela dinâmica de relacionamento recorrente com uma empresa. Um exemplo é o pagamento de IPTU onde a Prefeitura vai poder chegar em qualquer banco e fazer um acordo para recebimento de tributos, e com isso, automaticamente todas as pessoas que tenham de alguma forma realizar esse pagamento para o município, poderão fazer onde tiverem conta.”

“Outro produto para 2022, mas não o último, é o PIX Internacional. Ele já está em processo de discussão para viabilizar o pagamento via PIX para outros países. Você vai poder fazer uma transferência para um amigo que tenha conta na Alemanha em um banco local, por exemplo. Talvez o processo não seja instantâneo como aqui, por motivos de segurança, mas certamente será mais rápido do que a maneira que fazemos hoje, com um custo menor.”  

 

Entrevista completa já está disponível no canal “Dinheiro Com Você”

A conversa ainda abordou outros temas relacionados aos PIX, como o objetivo de melhorar a qualidade de vida no país com boas condições financeiras, além de facilitar o ambiente para negócios entre empresas.

Fatores como esses resultaram em um reconhecimento internacional, também citado no bate-papo.

Para assistir à entrevista completa, acesse o link: https://www.youtube.com/watch?v=UZzYpz2ED84

 

Sobre William Ribeiro

William idealizou e se dedica ao Dinheiro Com Você, projeto que detém um dos maiores canais de Educação Financeira no Youtube em nosso país.

É Engenheiro da Computação pelo Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), possui MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas.

A experiência de 20 anos na condução dos negócios de suas empresas, proporcionou-lhe a Independência Financeira. Com este processo, veio também a percepção da enorme carência da maioria dos brasileiros sobre Finanças Pessoais, não só nos investimentos, mas sobre como ganhar e economizar dinheiro também.

Percebeu então que poderia levar estes conhecimentos adiante, ajudando mais pessoas a terem uma vida mais próspera. Atuar como um Educador Financeiro acabou se tornando o maior propósito da sua vida.

www.youtube.com/dinheirocomvoce



Edição anterior (2402):
terça-feira, 08 de junho de 2021
Ed. 2402:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2402): terça-feira, 08 de junho de 2021

Ed.2402:

Compartilhe:

Voltar: