Edição anterior (2365):
domingo, 02 de maio de 2021
Ed. 2365:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2365): domingo, 02 de maio de 2021

Ed.2365:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Petrópolis é sétima cidade que recebe mais repasse de ICMS do estado

Renata Almeida – especial para o Diário

 

Apesar de toda crise econômica causada pela pandemia em todo o mundo, Petrópolis se destacou na arrecadação de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias (ICMS). Nos quatro primeiros meses deste ano,  a cidade é a única da Região Serrana que está no ranking das 10 cidades do estado do Rio de Janeiro que recebem o maior repasse do governo do estado e o ocupa o sétimo lugar, estando à frente até de Angra dos Reis. Os números significativos podem demonstrar um primeiro suspiro da economia na cidade.

O ICMS é o melhor termômetro para medir a retomada da economia. De acordo com os dados informados pela assessoria de comunicação do Governo do estado do Rio de Janeiro, Petrópolis recebeu  de janeiro a abril deste ano, mais de  R$71 milhões em repasse de ICMS. Só em janeiro, foram mais de R$19 milhões. Porém, no mês seguinte, em fevereiro, o repasse sofreu uma queda de cerca de 18% e a cidade recebeu quase R$16 milhões. Já os meses de março e abril se equilibraram na média de um pouco mais de R$18 milhões.

A cidade do Rio de Janeiro lidera a lista, com recebimento referente aos primeiros 4 meses deste ano, com de cerca de R$ 735 milhões em repasse, seguido de Duque de Caxias com quase R$ 287 milhões; Niterói R$ 181 milhões ; Maricá R$ 166 milhões; Campos de Goytacazes R$ 99 milhões;  Macaé R$ 82 milhões e Petrópolis com mais de R$71 milhões.

Os valores são repassados semanalmente e de acordo com o estado, os valores são variáveis dependendo dos prazos da legislação vigente, e em alguns meses pode ter até cinco datas para o repasse. Os depósitos oscilam conforme o calendário mensal, os prazos de recolhimento tributário e o volume dos recursos arrecadados. A agenda de recolhimento tributário pelos contribuintes está concentrada no dia 10 de cada mês.

“Temos um cenário diverso, os distritos, Itaipava e realmente o movimento teve uma melhora significativa. Muitos veranistas, um aumento grande de pessoas que vieram morar em Petrópolis, então acaba aumentando realmente. Principalmente os setores de construção - as pessoas fazendo obras em casa e o setor alimentício. As pessoas em casa consomem mais alimentos. Os supermercados cresceram durante a pandemia. Os demais setores principalmente comércio varejista de uma maneira geral sofreu muito e caiu muito o movimento, pode ser que uma coisa esteja compensando a outra”, destacou o presidente do Sicomércio, Marcelo Fiorini.

O ICMS é um dos impostos que ajudam a cidade a quitar as dívidas e garantir a qualidade dos serviços básicos. É um tributo de competência estadual. Uma parcela da arrecadação fica nos estados onde os bens e serviços são produzidos e a outra é destinada aos municípios onde ocorrem as respectivas vendas.

 



Edição anterior (2365):
domingo, 02 de maio de 2021
Ed. 2365:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2365): domingo, 02 de maio de 2021

Ed.2365:

Compartilhe:

Voltar: