Edição anterior (2453):
quinta-feira, 29 de julho de 2021
Ed. 2453:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2453): quinta-feira, 29 de julho de 2021

Ed.2453:

Compartilhe:

Voltar:


  Economia

Preço do açúcar sobe 5,42% em três semanas

Produtos como café e macarrão também tiveram alta

 

Wellington Daniel

A alta dos preços de produtos de supermercados continua a assustar os petropolitanos. O quilo do açúcar, que vem em uma escalada de aumentos desde junho, voltou a subir nas últimas três semanas. É o que aponta uma pesquisa realizada pelo Diário de Petrópolis nesta quarta-feira (28). Segundo o levantamento, o valor do produto subiu 5,42% na média, de R$ 4,06 no dia 7 de julho para R$ 4,28 ontem.

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) já tinha apontado para a alta do produto em 15 capitais brasileiras entre maio e junho. Segundo a instituição, o aumento foi causado pela menor produtividade nos canaviais brasileiros e o bom desempenho nas exportações.

Além do açúcar, o macarrão espaguete também teve uma alta expressiva, de 5,19% na média, indo de R$ 5,78 para R$ 6,08. Em um dos estabelecimentos, o produto da marca Santa Amália de 1kg chegou a subir 11,75%, de R$ 6,47 para R$ 7,23 entre os dias 7 e 28 de julho.

O pacote de pó de café, que já tinha subido em junho, também voltou a registrar aumento. Segundo a pesquisa do Diário, a alta foi, em média, de 3,23%, indo de R$ 12,69 para R$ 13,10. Em um dos supermercados, chegou a 11,72%, de R$ 12,88 para R$ 14,39.

A prévia da inflação de julho também aponta que o grupo de alimentação e bebidas teve ter alta de 0,49% em todo o Brasil, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15) ficou em 0,72%, a maior variação para o mês desde 2004. Em Petrópolis, o conjunto de 18 produtos pesquisados pelo Diário avançou 0,29% nas três semanas, de R$ 262,45 para R$ 263,21.

Sobre a pesquisa do Diário

A pesquisa do Diário desta quarta-feira (28) foi realizada através da consulta de preços, pelos aplicativos e sites, dos supermercados Multimix, DIB, Bramil e Armazém do Grão. Já para o levantamento dos valores da Rede Economia e do Supermarket, foi utilizado o aplicativo Ifood.

O levantamento ainda aponta que a DIB possui o melhor preço. O supermercado vendeu, por valores mais em conta, seis dos 18 produtos encontrados em mais de um estabelecimento.

 


Edição anterior (2453):
quinta-feira, 29 de julho de 2021
Ed. 2453:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2453): quinta-feira, 29 de julho de 2021

Ed.2453:

Compartilhe:

Voltar: