Edição anterior (2338):
segunda-feira, 05 de abril de 2021
Ed. 2338:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2338): segunda-feira, 05 de abril de 2021

Ed.2338:

Compartilhe:

Voltar:


  Geral

Prefeito interino Hingo Hammes acompanha andamento das obras no Centro de Operações, que vai funcionar em novo endereço

Centro Integrado de Monitoramento e Operações de Petrópolis vai passar a contar com agentes de trânsito e acesso direto da Polícia Civil

 

O prefeito interino Hingo Hammes foi conferir de perto nesta segunda-feira (05/04) o andamento das obras do Centro Integrado de Monitoramento e Operações de Petrópolis (CIMOP). O serviço, que passará a funcionar em outro endereço, na sede da Defesa Civil, será ampliado com a presença de agentes de trânsito e inclusão do sistema de sirenes de alerta de chuva. Além disso, serão instaladas mais três telas para o acompanhamento das imagens e a Polícia Civil terá acesso direto ao banco do sistema. Outras duas câmeras móveis serão integradas ao equipamento, permitindo transmissão ao vivo de qualquer lugar da cidade.

"A integração com mais secretarias, como a CPTrans, e com o sistema de sirenes da Defesa Civil vai ampliar e melhorar o monitoramento da cidade como um todo. Além dessa ampliação, a Polícia Civil terá acesso direto ao banco de imagens do CIMOP. Importante ressaltar que a inclusão do termo “monitoramento” no nome reforça as ações, com aumento efetivo do monitoramento e da integração. É um ganho enorme para a cidade, não apenas na segurança, mas também no trânsito e atendimento de ocorrências de maneira geral", destacou o prefeito interino Hingo Hammes, lembrando ainda que o município vai adquirir mais 20 câmeras novas.

“Vamos usar essas câmeras móveis, nesse primeiro momento, nas barreiras sanitárias”, explica o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, tenente-coronel Gil Kempers. “Mas a ideia principal é usar para apoio nas ocorrências de chuva, dando a dimensão do problema nos locais de difícil acesso. Assim, podemos acionar um número maior de equipes caso seja necessário”, concluiu.

Além da parte para o monitoramento, o espaço na Defesa Civil vai contar com outras duas salas: de imprensa e de gerenciamento de crise em caso de uma grande ocorrência. “Estamos fazendo ajustes finais para que o sistema, com todas essas novidades, esteja em operação ainda essa semana. Importante ressaltar que as câmeras do centro de operações já estão em funcionamento”, garantiu Gil Kempers.

Hoje, são 56 câmeras espalhadas em 46 locais da cidade. Em cada ponto há uma câmera que filma em alta definição em até um quilômetro de distância, rotação de 360º. Também foram instaladas câmeras fixas em cinco entradas da cidade – Quitandinha, Bingen, Alto da Serra, trevo de Bonsucesso e Posse – para reforçar o monitoramento. Estas fazem a verificação de placas, possibilitando, inclusive, a identificação de veículos roubados. Na Rua Teresa, foi colocada uma câmera que faz reconhecimento facial.



Edição anterior (2338):
segunda-feira, 05 de abril de 2021
Ed. 2338:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2338): segunda-feira, 05 de abril de 2021

Ed.2338:

Compartilhe:

Voltar: