Edição anterior (2453):
quinta-feira, 29 de julho de 2021
Ed. 2453:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2453): quinta-feira, 29 de julho de 2021

Ed.2453:

Compartilhe:

Voltar:


  Educação

Prefeitura anuncia aumento na hora/aula

 Aumento valerá já em agosto

  

Os professores da rede municipal que realizam horas de atividades além da sua jornada normal, ou seja, os que têm REHT – Regime Especial de Horas Temporárias – receberão, já em agosto, o aumento no valor da hora/aula. O anúncio foi feito pelo prefeito interino Hingo Hammes nessa quarta-feira (28) durante uma reunião com representantes do Sepe, na prefeitura. O valor passará de R$ 14,99 para R$ 25,74 por hora aula.

 “Continuamos avançando, com responsabilidade. É um aumento muito esperado e que, com certeza fará diferença para a classe”, disse Hingo Hammes.

A representante do Sepe, Rose da Silveira, destacou o avanço. “O aumento é justo e é uma reinvindicação dos professores que, em 2017, foram surpreendidos com uma mudança no valor que era pago pelas horas, lembrou.

Aulas presenciais retornam dia 24 de agosto nas escolas municipais formato híbrido

Durante o encontro, o retorno das aulas presenciais também foi abordado. Conforme o calendário escolar 2021, as aulas remotas na rede municipal de ensino retornam dia 3 de agosto. Já o ensino híbrido – presencial e remoto – terá início no dia 24 de agosto, de forma escalonada, conforme planejamento da Secretaria de Educação, com respeito aos protocolos, com distanciamento, uso de máscara e oferta de álcool em gel. As famílias seguirão com a opção de manter o aluno no ensino remoto, se assim preferir.

O calendário preparado pela Secretaria de Educação com o escalonamento das turmas será publicado na primeira quinzena de agosto. O planejamento será apresentado para o Grupo de Trabalho e Conselho Municipal de Educação. “O primeiro passo tem que ser dado. Com segurança, cuidado e, claro, levando em consideração o cenário epidemiológico do município. Estaremos acompanhando todo o processo e mantendo diálogo aberto”, disse Hingo Hammes, acrescentando a importância do retorno para as crianças.

 “Há estudos que mostram e comprovam a necessidade do retorno presencial. Unicef fez um apelo recente pedindo aos gestores que avaliem as condições das crianças que estão há mais de um ano fora do ambiente escolar. Não podemos continuar nesse cenário. Temos que retornar. As escolas estão recebendo a visita da comissão e as que já possuem o Selo Escola Segura estão prontas”, disse a secretária de Educação, Márcia Palma.

A secretária de Educação lembrou que as escolas e CEIs dos municípios já têm os materiais necessários para as adequações. “Continuamos fazendo as visitas com o apoio do GT. Não é um trabalho fácil e que continuará mesmo após a abertura. As escolas particulares tiveram experiências positivas e, com as municipais, tenho certeza que avançaremos também”, afirmou Marcia Palma. Atualmente, 79 unidades da rede municipal já possuem o Selo Escola Segura.



Edição anterior (2453):
quinta-feira, 29 de julho de 2021
Ed. 2453:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2453): quinta-feira, 29 de julho de 2021

Ed.2453:

Compartilhe:

Voltar: