Edição anterior (2335):
sexta-feira, 02 de abril de 2021
Ed. 2335:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2335): sexta-feira, 02 de abril de 2021

Ed.2335:

Compartilhe:

Voltar:


  Solidariedade

Projeto de ajuda a necessitados completa um ano

Iniciativa foi criada para ajudar quem está em situação de extrema necessidade nesta pandemia

Wellington Daniel

 O projeto “Todos Juntos, Ninguém Sozinho” fez seu primeiro aniversário nesta quinta-feira (1º). Em um ano, já foram entregues mais de 500 cestas básicas, roupas calçados e produtos de higiene a 100 famílias de 42 bairros de Petrópolis e uma de Paty do Alferes. Através de empresas parcerias, a iniciativa cria pontos fixos de arrecadação e depois distribui às famílias cadastradas.

“Quando começou, a ideia não era nem criar um projeto. Eu tinha dois conhecidos que estavam passando por dificuldade e aí chamei um conhecimento meu, que tinha uma lanchonete em Itaipava, para arrecadarmos alimentos. E quando consegui, essas famílias falaram para outras pessoas e, quando eu vi, estava distribuindo para várias”, explicou a idealizadora e coordenadora, Pamela Mércia.

De acordo com Pamela, até mesmo com o auxílio, havia uma grande demanda. A diferença é que, agora, a situação está crítica, já que muitas pessoas não tem o que comer. “Agora, que não tem mais o auxílio, a situação está crítica. Não tenho mais pessoas falando que estão apertadas, tenho pessoas falando que não tem comida em casa”, disse.

A campanha também é feita pelo Instagram, @todosjuntosninguemsozinho. De acordo com ela, as doações aumentaram, mas há dificuldades na entrega. Com o novo agravamento da pandemia, há a preocupação do sustento dessas famílias assistidas.

“A situação para estas famílias está bem complicada, porque a maioria não tem emprego formal, são chefes de família que trabalham com serviço autônomo. Se eles não estão podendo sair e exercer suas atividades, ficam presos em casa e sem ter renda”, afirmou, lembrando que, além do alimento, as contas também não param de chegar.

Quem quiser ajudar, pode procurar a iniciativa através do instagram. Além disso, também há um apelo para contribuição por parte de empresas, para que o projeto possa ter continuidade. “Pedimos que empresas colaborem com a gente, seja com alimentos, máscara e qualquer tipo de insumo, nos ajuda no projeto, a ter continuidade”, explicou, também apontando para outros projetos que estão surgindo e também merecem apoio.

 



Edição anterior (2335):
sexta-feira, 02 de abril de 2021
Ed. 2335:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2335): sexta-feira, 02 de abril de 2021

Ed.2335:

Compartilhe:

Voltar: