Edição anterior (2408):
segunda-feira, 14 de junho de 2021
Ed. 2408:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2408): segunda-feira, 14 de junho de 2021

Ed.2408:

Compartilhe:

Voltar:


  Saúde

Secretaria de Saúde do Estado inclui novos grupos no calendário

único de vacinação e reforça necessidade de “repescagem”

 

 

O Calendário Único de Vacinação, pactuado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) junto à Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que representa os 92 municípios do estado, tem uma nova versão. O calendário atualizado prevê a inserção de novos grupos prioritários, como os trabalhadores da limpeza urbana, e os trabalhadores portuários. Além disso, reforça a necessidade de que sejam incluídos mais dias para “repescagem”, garantindo uma melhor homogeneidade da cobertura vacinal.

 O novo texto define que os municípios destinem, ao longo de toda a vacinação, dias específicos a cada semana para a “repescagem” dos grupos prioritários, como idosos, gestantes, pessoas com comorbidades e deficiência permanente (com 18 anos ou mais) que perderam o dia de sua vacinação, realizando ações para busca ativa, a fim de se obter a plena imunização da população prioritária e mais vulnerável ao agravamento e óbito pela Covid-19.

 - O avanço do processo vacinal já apresenta sinais positivos. As análises apontam redução no número de internações e óbitos nas faixas etárias mais avançadas. Este cenário reforça a importância de que todas as pessoas que integram os grupos aptos à vacinação, de acordo com o Programa Nacional de Imunizações, tomem as duas doses da vacina. Ela tem se mostrado uma forma eficaz na prevenção da Covid-19, assim como na redução de casos mais graves, e deve se manter associada ao uso de máscaras, à higiene frequente das mãos e ao distanciamento social - ressalta o secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe.

 De acordo com o subsecretário de Vigilância e Atenção Primária à Saúde da SES, Mário Sérgio Ribeiro, após avaliação da primeira edição do Calendário Único, o colegiado do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) observou a necessidade de atualização e ajustes no texto da deliberação vigente:

 - Essa atualização foi necessária em função de possível defasagem dos dados populacionais fornecidos pelo Ministério da Saúde para cada grupo prioritário elencado pelo PNI e do envio de novas remessas de doses, inclusive com novos grupos prioritários no Programa Nacional de Operacionalização da Vacinação.

 Com a pactuação da segunda edição do Calendário Único, é enfatizada a importância da vacinação do grupo composto por pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente com e sem cadastro no Benefício de Prestação Continuada (BPC), gestantes e puérperas com comorbidades, ao mesmo tempo que se avança no calendário por faixa etária.

 O calendário único também prevê que os municípios imunizem, até o fim de junho, a população em situação de rua; funcionários do sistema de privação de liberdade e população privada de liberdade; e os professores da educação básica e superior. Os trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos devem ser vacinados até o fim de julho. Este grupo foi inserido como prioritário por definição do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems), por ser considerado um grupo com elevado grau de exposição à infecção,dado ao risco ocasionado pela sua atividade laboral.

CALENDÁRIO

 


Edição anterior (2408):
segunda-feira, 14 de junho de 2021
Ed. 2408:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2408): segunda-feira, 14 de junho de 2021

Ed.2408:

Compartilhe:

Voltar: