Edição anterior (2363):
sexta-feira, 30 de abril de 2021
Ed. 2363:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2363): sexta-feira, 30 de abril de 2021

Ed.2363:

Compartilhe:

Voltar:


  Colunistas
Vida Militar
... e outros assuntos

 Eng. Mil. Jorge da Rocha Santos
amirp.petropolis@gmail.com

 

 

 
ANIVERSARIANTES AMIRP –  Abril: dia 30- Luiz Carlos da Silva. Maio: dia 1 -  Paulo Furtado da Rosa; dia 3 -  Hélio Martins Fiuza,  Heliete Costa Simas Bernardes,  Luiz Resende Notaroberto,  Ayeza Loretti Cunha; dia 4 - Marilda Martins Alves,  Celina dos Reis Guimarães; dia 6 - Lenir Schmidt de Alcantara. A Coluna Vida Militar e a AMIRP parabenizam a todos desejando saúde e felicidades. (foto 2 - aniversariantes amirp)

 

CAMAPANHA MONTANHISTA SOLIDÁRIO – 32º BIL - O 32º Batalhão de Infantaria Leve de Montanha - Batalhão Dom Pedro II, realiza, até o dia 08 de maio, a “Campanha Montanhista Solidário” objetivando arrecadar alimentos não perecíveis que serão destinados para  instituições filantrópicas na cidade de  Petrópolis. Os donativos serão recebidos em três pontos de coleta: 1) Quartel do 32º BIL, Rua Duque de Caxias, s/nº, Quarteirão Presidência; 2) TV Imperial Petrópolis (Canal n19), localizada na Rua Buenos Ayres, 273, Centro; 3) Associação dos Militares da Reserva de Petrópolis (AMIRP), terça, quarta e quinta, das 12 hs às 17 hs, Rua Paulo Barbosa, 147,  S/L 9 e 10, Centro. Maiores esclarecimentos, entrar em contato com a Seção de Comunicação Social do 32º BIL, pelos telefones (24) 2231-4320 e (24) 99239-9405. (foto  – campanha)


 CINCO DE MAIO, ANIVERSÁRIO DA ESCOLA NAVAL
  (www.marinha.mil.br) – A Escola Naval é a mais antiga instituição de ensino de nível superior do Brasil. Forma os oficiais do Corpo da Armada, do Corpo de Fuzileiros Navais e do Serviço de Intendência. Foi criada em 1782, em Lisboa, Portugal, por Carta Régia da Rainha D. Maria I sob a denominação de Academia Real de Guardas-Marinha. Com a vinda da Família Real para o Brasil, a Academia desembarcou no Rio de Janeiro em 1808, trazida a bordo da nau "Conde D. Henrique". Instalada primeiramente no Mosteiro de São Bento, lá permaneceu até 1832, e a partir daí sofreu inúmeras mudanças de instalações, tendo funcionado inclusive a bordo de navios.

Finalmente, em 1938, a Escola Naval veio fixar-se na  Ilha de Villegagnon, na Baía de Guanabara, Rio de Janeiro, RJ. (foto 4 – Distintivo Escola Naval) (foto – Escola Naval)

 

 

“SEIS DE MAIO” – 132º ANIVERSÁRIO DO COLÉGIO MILITAR DO RIO DE JANEIRO - (Cel. Eng. Mil. Jorge da Rocha Santos) - Senador do Império, Ministro da Guerra, Thomaz Coelho fundou em 6 de maio de 1889 o Imperial Colégio Militar, atual Colégio Militar do Rio de Janeiro (CMRJ), instituição escolar destinada a receber gratuitamente os filhos de militares efetivos, reformados e honorários do Exército e da Marinha. Nesse educandário, célula mater do Sistema Colégio Militar, era ministrada a instrução secundária juntamente com a educação cívica. Foi criado com a intenção maior e especial de abrigar os órfãos dos militares que haviam tombado na Guerra do Paraguai. Mediante módica contribuição também recebia alunos procedentes de outros segmentos da sociedade. Até a segunda década do Século XX, outros colégios militares foram criados, porém posteriormente fechados antes de 1930. Permaneceu o Colégio Militar da cidade do Rio de Janeiro. Em 1955 o Governador de Minas Gerais, Clóvis Salgado, solicitou ao Ministério da Guerra, atual Comando do Exército, a recriação de um colégio militar em Minas Gerais. A iniciativa teve a acolhida do Ministro Marechal Lott e, em 12 de setembro de 1955, o Presidente Café Filho assinou o decreto que criou o Colégio Militar de Belo Horizonte, inaugurado com sua primeira turma de alunos em 21 de abril de 1956. Principiava o “Sistema Colégio Militar” atualmente com unidades em Manaus (AM), Belém (PA), Fortaleza (CE), Recife (PE), Salvador (BA), Belo Horizonte (MG), Juiz de Fora (MG), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Santa Maria (RS), Brasília (DF) e Campo Grande (MS). O Sistema Colégio Militar destaca-se no Brasil pela excelência de sua educação, em especial, o CMRJ que, ao longo dos séculos XIX, XX e XXI, traz uma história de qualidade e tradição no ensino médio brasileiro. Nós ex-alunos de Colégio Militar trazemos no cérebro os ensinamentos adquiridos, no coração gratidão e saudade (amigos, mestres, funcionários), na alma o orgulho de ser um ex-aluno. Parabéns COLÉGIO MILITAR DO RIO DE JANEIRO!  ZUM ZARAVALHO! (foto   – Colégio Militar)

 CINCO DE MAIO, DIA DA ARMA DE COMUNICAÇÕES (Cel. Eng. Mil. Jorge da Rocha Santos, fontes: www.eb.mil.br, Wikipédia) -  As “Comunicações”, a Arma do Comando, constitui uma arma de apoio ao combate, pois proporciona as ligações necessárias aos escalões que exercerão a coordenação e o controle de seus elementos subordinados no planejamento e durante o curso das operações. Também atua no controle do espectro eletromagnético, mediante as atividades de Guerra Eletrônica, impedindo ou dificultando as comunicações do inimigo, facilitando as próprias comunicações e obtendo informações. Sendo um sistema de comando e controle a sua atuação tem de ocorrer em um tempo hábil que  assegure a oportunidade para tomada de decisão.

 O patrono da Arma de Comunicações é o Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon; nascido a 5 de maio de 1865,  ingressou na Escola Militar da Praia Vermelha aos 16 anos de idade. Rondon desbravou mais de 50.000 quilômetros de sertão e estendeu mais de 2.000 quilômetros de fios de cobre pelas regiões do País, ligando as mais longínquas paragens brasileiras pelo telégrafo. Pacificou tribos, estudou os usos e costumes dos habitantes dos lugares percorridos, participou da criação de medidas legais de proteção aos silvícolas.  Rondon teve seu nome escrito em letras de ouro maciço no Livro da Sociedade de Geografia de Nova Iorque, ao lado de outros imortais como Amundsen e Pearry, descobridores dos polos Norte e Sul. (foto - Comunicações) (foto  -  Rondon)

“A política não é para mim senão o duro cumprimento do dever.”  (D. Pedro II)



Edição anterior (2363):
sexta-feira, 30 de abril de 2021
Ed. 2363:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2363): sexta-feira, 30 de abril de 2021

Ed.2363:

Compartilhe:

Voltar: